ALGAR, Loulé e empresas municipais otimizam Recolha Seletiva

  • Print Icon

Entidades assinam parceria para otimização de recursos na Recolha Seletiva.

A Algar, empresa responsável, na região do Algarve, pela valorização e tratamento dos resíduos sólidos urbanos, a Câmara Municipal de Loulé e as empresas municipais do concelho, Infraquinta, Inframoura e Infralobo, assinaram no passado dia 28 de junho um acordo de cooperação, visando a contratação pela Algar, às empresas municipais, de apoio operacional para a atividade da recolha seletiva de embalagens recicláveis (papel/cartão, plástico/metal e vidro), que incluiu a disponibilização de equipas e viaturas.

Com o acordo agora firmado, as Infras, que asseguram a recolha dos resíduos indiferenciados no setor, denominado em Baixa, passam também a ser responsáveis pela operação de recolha dos resíduos seletivos produzidos/depositados nos ecopontos e/ou envolventes, existentes nas suas áreas de intervenção: Vilamoura, Quinta do Lago e Vale do Lobo.

Serão também responsáveis pelo serviço Algarlinha, destinado à recolha dos recicláveis produzidos nos estabelecimentos comerciais, garantindo, com perspetiva de melhoria, o nível de serviço praticado atualmente pela Algar.

Segundo o presidente do município de Loulé, Vítor Aleixo, «esta maior proximidade aos clientes, bem como uma maior cooperação entre entidades do setor, visa ser uma resposta positiva, pela relevância turística desta parte do território enquanto motor económico do concelho, procurando uma melhoria do serviço existente, assim como uma solução que permita aumentar os níveis de recolha de resíduos seletivos que, em 2020, rondaram os 16 por cento no país (dados revelados pelo Barómetro da Reciclagem, referentes aos resíduos valorizados através de preparação para reutilização e reciclagem) e 26 por cento na região algarvia (dados cedidos pela Algar), quando as metas de reciclagem nacionais são de 55 por cento em 2025».

Já o administrador da ALGAR, Adelino Soares, acrescenta que «o objetivo da Algar com esta parceria é melhorar a limpeza urbana, garantir um melhor serviço à população e estabelecer relações de maior proximidade com os clientes. Para isso, a Algar conta com o conhecimento e experiência das empresas municipais, que já operam no território e que estão disponíveis para conciliar esforços, de forma a satisfazer a necessidade de adaptação da atividade de recolha seletiva no concelho, tendo em conta a dispersão geográfica e o volume de produção de recicláveis, para um Algarve ambientalmente mais sustentável».