«Ação Lixo Marinho!» volta a cinco mercados do Algarve

  • Print Icon

Projeto Ação Lixo Marinho! está de volta aos mercados tradicionais do Algarve para sensibilizar os seus utentes para a temática da poluição marinha, à imagem do que aconteceu no verão passado.

Desta vez, são cinco os mercados algarvios que acolhem bancas deste projeto de Literacia do Oceano, onde os visitantes têm a oportunidade de pôr à prova o seu conhecimento sobre o lixo marinho e o impacto que este causa na vida marinha, na economia local e na sociedade em geral.

Assim, o Centro Ciência Viva de Tavira, promotor do projeto, dinamiza pelo segundo ano consecutivo a banca Ação Lixo Marinho! no Mercado Municipal de Tavira, que poderá ser visitada todas as sextas-feiras e sábados até ao próximo dia 11 de setembro, entre as 10h00 e as 12h30.

No barlavento Algarvio, as ações que decorrem no Mercado Municipal da Avenida, em Lagos, são promovidas pelo Centro Ciência Viva da cidade, podendo a banca ser visitada nos próximos dias 31 de agosto e 14 de setembro.

Ainda em setembro serão também organizadas ações nos Mercados Municipais de Faro, Quarteira e Albufeira pelo Centro Ciência Viva do Algarve em colaboração com o UAlg V+, o Grupo de Voluntariado da Universidade do Algarve.

Estas ações são possíveis graças à cooperação entre os Centros Ciência Viva e as Câmaras Municipais dos concelhos onde as mesmas se realizam. Fazem parte de um conjunto de atividades e estratégias destinadas a envolver não só o público em geral, mas também grupos mais específicos como a comunidade escolar, com a finalidade de encorajar à reflexão sobre a poluição marinha e incutir a adoção de comportamentos ao nível individual e coletivo que favoreçam a preservação e a exploração responsável e sustentável dos recursos marinhos.

ALIMAR – Ação Lixo Marinho! é um projeto de âmbito nacional, promovido pelo Centro Ciência Viva de Tavira e 11 entidades parceiras ligadas à divulgação de ciência (Centro Ciência Viva do Algarve, Centro Ciência Viva de Lagos, Centro Ciência Viva do Lousal, Centro Ciência Viva de Vila do Conde e Expolab – Centro Ciência Viva), investigação (ARDITI – Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação, o Instituto Português do Mar e Atmosfera, e a Universidade do Algarve), gestão ambiental (Agência Portuguesa do Ambiente e Cascais Ambiente) e à defesa do meio ambiente (Marmeu – Associação de Defesa do Ambiente).

Este projeto é cofinanciado pelo Fundo Azul, mecanismo de incentivo financeiro do Ministério do Mar, destinado a «potenciar o desenvolvimento da economia do mar, apoiar a investigação científica e tecnológica, incentivar a proteção e monitorização do meio marinho e incrementar a segurança marítima».