VRSA atribui apoio ao Banco Alimentar Contra a Fome

  • Print Icon

Banco Alimentar abastece seis IPSS do concelho.

A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António (VRSA) atribuiu uma comparticipação financeira ao Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve no valor de 10 mil euros, em decisão decorrente de uma reunião ordinária.

A medida tem como objetivo reforçar o apoio prestado por esta instituição no concelho que, devido à pandemia COVID-19, tem sentido um agravamento no cenário social e um aumento dos pedidos de ajuda.

Por outro lado, visa responder ao apelo manifestado pelo Banco Alimentar que, na ausência de campanhas de recolha de alimentos nos supermercados, em virtude das medidas de confinamento e segurança, se vê impedido de angariar bens e assim fazer face ao aumento do número de famílias que tem solicitado apoio alimentar às entidades parceiras.

No concelho de VRSA, o Banco Alimentar abastece seis Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS): Santa Casa da Misericórdia, Associação de Beneficência Mão Amiga, REFOOD, Cruz Vermelha Portuguesa, SSVP – Confederação Nª. Sra. Encarnação e a Associação Igreja Pentecostal Trombeta Eterna.

O objetivo do Banco Alimentar Contra a Fome passa por lutar contra o desperdício, recuperando excedentes alimentares, e angariar bens alimentares para os entregar gratuitamente às famílias com carências, mobilizando pessoas e empresas que, a título voluntário, se associam a esta causa. Além da entrega gratuita de alimentos, acompanham e partilham a ação das instituições no sentido de lutar contra a exclusão social.

A ajuda monetária prestada à associação revela-se, assim, «crucial para reforçar a rede de suporte das instituições locais e respetivo apoio à população socialmente vulnerável, medidas que, face ao atual cenário pandémico, tornam-se ainda mais urgentes», considera a autarquia.