«Ventania» de festivais traz fusões artísticas, percussão e guitarras

  • Print Icon

O Algarve acolhe uma «ventania» de festivais culturais em diversos concelhos, que começam em junho e retomam em setembro.

São cinco Festivais distintos, cada um com um conceito e identidade únicos no panorama de festivais nacionais, para variados públicos.

Estes festivais apresentam um conjunto de propostas ideais para os quem gosta da multiplicidade de vertentes inerente à expressão cultural, que preza não só pela qualidade dos artistas nacionais e internacionais que figuram nas suas distintas programações, como pela oferta de experiências num clima relaxado, longe dos aglomerados e dos ambientes do epicentro algarvio.

Naquela que será a sua terceira edição, o VENTANIA – Festival de Artes Performativas do Barlavento volta aos municípios de Lagos (a 2 a 4 de junho), Lagoa (10 e 11 de Junho) e Portimão (11 de setembro), oferecendo uma programação diversificada que atenta à promoção da pluralidade de linguagens artísticas existentes nas artes performativas.

O festival, promovido pelo TEL – Teatro Experimental de Lagos, aposta na sensibilização para as temáticas da cidadania global e da sustentabilidade ecológica, tendo nesta edição especial ênfase na edificação de uma dinâmica de cocriação com as comunidades locais.

«A Água na Terra», Oficina de olaria com o ceramista Ricardo Lopes – Festival Ventania 2021 (escolas).

A proposta é sair de Lagos e rumar a Alte, para o FUSOS – Festival de Fusões Artísticas de 3 a 6 de junho, que oferece uma vez mais, uma experiência imersiva no seio da aldeia.

Segue-se o Dias da Percussão Portimão (DPP) que inaugura a sua primeira edição de 25 a 27 de junho, naquele que é o aguardado culminar de uma forte tradição musical da região no eclético estilo da percussão erudita.

Com uma programação musical diversificada dentro do género, que se estende desde a música contemporânea, clássica e ao jazz, o DPP 21’ pretende dar-se a conhecer como uma plataforma inédita de promoção da percussão como linguagem artística universal de união e diálogo.

Além dos concertos, nos quais figuram artistas de renome nacional e internacional, o festival conta ainda com uma talk online, desfiles e oficinas de percussão, direcionadas em particular para o público infantojuvenil.

Excecionalmente seguidos este ano, dada a pandemia, realizam-se de setembro a novembro dois festivais em que a guitarra é a protagonista.

Integrado na iniciativa «Lagoa, Cidade Sustentável», o município de Lagoa apresenta o 8º Festival Internacional de Guitarra de Lagoa, que irá decorrer este ano entre 11 de setembro e 1 de outubro.

A cidade torna a ser palco de uma programação rica e diversificada, composta por nomes de referência da guitarra a nível nacional e internacional.

Aliada à oferta musical, a promoção do património assume um especial relevo neste Festival, sendo que os vários espetáculos dão a conhecer ao público sítios, monumentos e infraestruturas da cidade de Lagoa.

A celebração das seis cordas continua na capital algarvia com o 5º Festival Internacional de Guitarra de Faro.

Dois fins de semana (30 e 31 de outubro e 5 e 6 de novembro) repletos de música e boa-disposição.

Calendário

VENTANIA – Festival de Artes Performativas do Barlavento
2 a 4 de junho (Lagos)
10 e 11 de junho (Lagoa)
11 de setembro (Portimão)

FUSOS – Festival de Fusões Artísticas
3 a 6 de junho

Dias da Percussão Portimão (DPP)
25 a 27 de Junho

8º Festival Internacional de Guitarra de Lagoa
Setembro – 11 e 12 / 18 e 19 / 25 e 26
1 de outubro

5º Festival Internacional de Guitarra de Faro
30 e 31 de outubro
5 e 6 de novembro