• Print Icon

A Terceira Circular de Faro avança com inauguração da nova Avenida 25 de Abril, na sexta-feira, dia 28 de outubro.

O presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, inaugurou na sexta-feira, dia 28 de outubro, a Avenida 25 de abril, que permite ligar a Estrada Nacional 2 (EN2) e a Estrada da Penha. Esta intervenção, com um custo total de 1.047.465 mil euros, representa mais um passo na construção da Terceira Circular de Faro.

A empreitada incluiu a construção de uma via alargada de duas faixas e de uma rotunda na Estrada da Penha, bem como a implementação de estacionamento em espinha e criação de uma ciclovia e arborização em toda a extensão da via. No âmbito desta intervenção, foi ainda criada uma nova via de circulação de acesso ao bairro Mendonça e acessos pedonais à rua António Gedeão e à Rua da Amendoeira.

Já a nova rotunda, dada a sua localização, junto ao campus da Penha da Universidade do Algarve, serviu igualmente para, de acordo com o autarca Rogério Bacalhau, prestar uma devida homenagem «à maior instituição e que mais contribuiu para o desenvolvimento do concelho e da região ao longo de 43 anos».

O projeto global da Terceira Circular de Faro, que integra o Plano de Mobilidade e Transportes de Faro, vai ligar a rotunda a rotunda da pista de atletismo à zona das Pontes de Marchil numa extensão total de 3,2 quilómetros e um investimento total previsto de 16 milhões de euros.

Depois da inauguração da Avenida 25 de abril, a Terceira Circular prosseguirá com a conclusão da Avenida Mário Lyster Franco, entre a Estrada da Senhora da Saúde e a EN2/ Avenida 25 de abril, que deverá ter adjudicação prevista para breve.

Seguir-se-á a construção de uma nova rotunda em Pontes de Marchil, melhorando a ligação da cidade à freguesia de Montenegro, e a ligação desta à Avenida Mário Lyster Franco, no sítio da Má Vontade.

A circular ficará completa com um troço entre a Estrada da Penha e a rotunda da variante, junto à pista de atletismo.

A inauguração deste novo troço da serviu igualmente para, no âmbito do ciclo «Faro Positivo», apresentar os planos de expansão a Norte da 3.ª circular, nomeadamente através do Plano de Urbanização da Penha e Plano de Urbanização do Vale da Amoreira, que preveem nova habitação (incluindo a custos controlados, no mínimo de 10 por cento), comércio e espaços verdes. Foi também apresentado o projeto do Loteamento Quinta da Penha.

«A cidade de Faro só pode crescer para Norte e o que a Câmara está a fazer é a ajudar esse crescimento, com a construção desta Terceira Circular, ordenando tudo aquilo que está ao lado e criando acessibilidades», explicou o presidente da autarquia, Rogério Bacalhau, adiantando que «outro trabalho feito ao longo da última década passou por reorganizar, ordenar e planear toda esta zona, definindo o que cada promotor pode fazer em cada local».

«Toda esta zona está hoje planeada e vamos começar a ver os frutos desse trabalho com a execução desses planos. O que está mais avançado é o Plano de Urbanização do Vale da Amoreira, que vai começar ainda este ano com urbanização e já tem terrenos vendidos para áreas comerciais, para habitação e outros usos, mas também o Plano da Penha está também a avançar e tem compromissos com residências universitárias e o sítio da Má Vontade está a ser desenvolvido. Por isso, na próxima década, toda esta área será urbanizada e teremos aqui uma nova centralidade e uma nova cidade», concluiu o autarca.

Neste âmbito, estão também previstas duas áreas verdes consideráveis, nomeadamente um parque de sequeiro com espécies naturais da região no parque urbano de 10 hectares na urbanização de Vale da Amoreira e um parque verde com 13 hectares na Penha.