Sociedade da Água de Monchique contrata mais 25 funcionários

  • Print Icon

Sociedade da Água de Monchique (SAM) reforçou o seu quadro de colaboradores com a contratação de mais 25 pessoas. A empresa prevê entrar em 2021 com 65 funcionários.

A Água Monchique, que tinha anunciado no início de 2020 a contratação de 10 colaboradores até ao final do ano, viu-se forçada a rever estes números em alta «tendo em conta os resultados alcançados e a necessidade de reforçar a sua capacidade de produção, fruto do aumento da procura».

«Em claro contraciclo com o que tem sido o desempenho de muitas empresas em Portugal», Vítor Hugo Gonçalves, CEO da Sociedade da Água de Monchique, destaca «o esforço incrível que todos os colaboradores têm feito no meio de toda esta crise pandémica para não deixarem de abastecer o mercado e os portugueses com a nossa Água Monchique. Continuamos neste momento a reforçar as nossas equipas com o recrutamento de mais 6 pessoas a juntar a um grupo de mais 19 que temos vindo a contratar ao longo do ano, para reforçarmos a nossa capacidade de resposta ao aumento das solicitações do mercado. Iniciamos 2020 com 40 colaboradores. Em dezembro seremos 65».

A Sociedade da Água de Monchique anunciou em fevereiro de 2020 um investimento de cerca de 8.5 milhões de euros «que lhe permitiria duplicar a capacidade de engarrafamento da produção e, assim, poder disputar a liderança do mercado das águas minerais em Portugal».

Este investimento materializou-se na instalação de novas linhas de engarrafamento na fábrica, que permitiu duplicar a capacidade de engarrafamento, passando dos 70 milhões de litros/ano para 140 milhões de litros/ano.

De destacar ainda que a maioria dos colaboradores da Sociedade da Agua de Monchique são de Monchique ou de concelhos próximos. «90 por cento da nossa força de trabalho é originária de Monchique, onde está sediada a nossa unidade produtiva, ou dos concelhos vizinhos. O critério geográfico é extremamente valorizado por nós! Queremos, desta forma, dar o nosso pequeno contributo para combater algumas das assimetrias regionais», reforça Vítor Hugo Gonçalves.

O CEO da Sociedade da Água de Monchique deixou «uma palavra de apreço e de agradecimento a todos os colaboradores da indústria alimentar que, nesta altura de crise, desempenham um papel fundamental no abastecimento de bens essenciais ao país».