São Brás antecipa cenários e cria Zonas de Apoio à População

  • Print Icon

Município deseja que espaços «não venham a ser utilizados». Mas, se for necessário, estão prontos.

O município de São Brás de Alportel, sob coordenação do Serviço Municipal de Proteção Civil e com o apoio da Unidade de Serviços Sociais, no âmbito das decisões tomadas pela Subcomissão Municipal de Proteção Civil constituída para o acompanhamento da pandemia COVID-19, criou duas Zonas de Apoio à População, em dois pavilhões desportivos, equipados agora com 60 camas, devidamente preparadas para receber quem delas precisar.

O pavilhão desportivo da Escola Secundária José Belchior Viegas e o pavilhão municipal Dr. José de Sousa Pires foram os locais escolhidos para montar estas áreas de acolhimento temporário que poderão servir de apoio à população, em diferentes realidades, conforme o evoluir da situação.

Um trabalho concretizado pelos trabalhadores do município, com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel e do Exército Português, contando com a generosa colaboração em cedência de equipamentos e materiais do motoclube são-brasense «Os Unidos da Estrada», do núcleo local da Cáritas e do Exército de Salvação.

Esta «é mais uma medida implementada no concelho no âmbito do atual cenário de pandemia provocada pelo novo Coronavírus. Uma medida de antecipação para um cenário mais complexo e que o município espera que não se venha a concretizar, apelando por isso, veementemente, a todos os cidadãos para cumprir as indicações do município e as orientações das Autoridades de Saúde».

Vítor Guerreiro, presidente da Câmara Municipal, aproveitou a oportunidade para dirigir um apelo à população: «vamos ficar em casa, cumprir com as indicações da Direção-Geral de Saúde e da autarquia. Cada um de nós tem que fazer tudo para que estes espaços não venham a ser utilizados».