Portimonense perde nos Açores frente ao Santa Clara por 2-0

  • Print Icon

Portimonense não conseguiu, nos Açores, dar sequência à boa exibição e vitória da semana passada. A primeira parte algarvia frente ao Santa Clara foi muito, muito má, e o 2-0 acaba por ser justíssimo, nesta partida a contar para a 23ª jornada do campeonato.

Com público nas bancadas do Estádio de São Miguel, o Santa Clara entrou a todo o gás frente aos alvinegros nesta tarde de sábado, dia 13 de março, criando vários lances de perigo nos primeiros 10 minutos da partida.

Primeiro, Allano, logo aos dois minutos, rematou com muito perigo e obrigou Samuel a uma defesa muito apertada. Depois, Allano, Rui Costa e Lincoln colocaram em sentido a defesa algarvia, que ia passando as passas do Algarve para conseguir evitar o golo dos açorianos.

Tanta água mole em pedra dura acabou por quebrar e foi sem qualquer surpresa que, ao minuto 13, o Santa Clara chegou ao golo. Os defesas alvinegros não foram lestos a aliviar o perigo, a bola sobrou para Allano, que rematou ao poste, e na recarga Rui Costa não desperdiçou a chance para abrir o ativo.

A turma da casa não tirou o pé e continuou a colecionar oportunidades para ampliar a vantagem, como ao minuto 22, quando Allano estoirou ao poste da baliza algarvia.

E apesar da leitura de pensamentos ser um dom que, presume-se, ninguém tenha, não é muito difícil imaginar o que ia na cabeça de Paulo Sérgio quando, aos 38 minutos, deu um murro na mesa e tirou do relvado Anderson Oliveira e Koki Anzai, lançando Henrique e Fali Candé, na tentativa de tapar o buraco do flanco esquerdo da sua equipa que ia dando ouro aos homens da casa, ao longo da primeira parte.

O técnico não foi satisfeito para o descanso (e tinha muitos motivos para a insatisfação) e voltou a mexer antes do início da etapa complementar, colocando em jogo Luquinha e deixando Poha nos balneários.

E foi de Luquinha a primeira boa oportunidade de golo para o Portimonense, ao minuto 63, mas o remate do médio brasileiro saiu ao lado. O lance marcou uma razoável entrada dos algarvios na segunda parte e, pouco depois, Paulo Sérgio apostou tudo com as entradas de Salmani e Bruno Moreira, para os lugares de Henrique (que tinha ido a jogo ao longo da primeira parte) e Dener.

Mas quem quase acabou com o jogo foi o Santa Clara. Mais uma vez, Allano a trabalhar muito bem à entrada da área, disparando um remate que passou muito perto da baliza de Samuel.

O golpe final na turma algarvia acabou por acontecer aos 93 minutos. Ukra teve um excelente trabalho pelo flanco direito dos insulares e assistiu Carlos Junior, que fez o segundo golo e sentenciou a partida.

Os algarvios ficam na 12ª posição da tabela, com 23 pontos, e na próxima jornada do campeonato recebem o FC Porto, sábado, dia 20 de março, às 18h00.