Portimão: «Marafada Quarentena» regressa à sala do Boa Esperança

  • Print Icon

Depois de representada no TEMPO – Teatro Municipal de Portimão, a comédia «Marafada Quarentena» regressou na noite de 19 de junho à sua casa original, a sala do Boa Esperança, para uma série de espetáculos a levar à cena nas noites dos próximos sábados.

Com textos e letras originais de Carlos Pacheco, «Marafada Quarentena» é a mais recente produção do Boa Esperança Atlético Clube Portimonense e constitui um bom exemplo de como os artistas locais não desanimam e arregaçam as mangas para enfrentar os obstáculos causados nos últimos tempos pela pandemia da COVID-19.

A comédia acompanha as peripécias de uma família tão hilariante quanto disfuncional, durante o período de confinamento, estando desde logo garantida uma generosa dose de gargalhadas, «porque rir é o melhor remédio».

Quando é decretado o estado de emergência, o pânico instala-se dentro do pequeno apartamento da família Sampaio, que se encontra à beira do divórcio.

Tudo começa a dar errado no momento em que Anatólio Sampaio, bancário e chefe de família, percebe que graças à COVID–19 todos os seus planos vão por água abaixo.

Agora, e por tempo indeterminado, vai ter de dividir o seu apartamento com a família e… alguns indesejados.

O espetáculo respeita o plano de contingência determinado pela Direção-Geral da Saúde e tem lotação limitada a 100 pessoas, sendo representado nas noites de sábado dos próximos meses, sempre a partir das 21h00.

Os ingressos podem ser reservados nos dias de espetáculo, entre as 15h00 e as 21h00, pelos números 967 188 290 e 964 389 752 ou através de e-mail, onde poderão também ser solicitadas informações complementares.