Portimão adquire parte do edificado onde nasceu Manuel Teixeira Gomes

  • Print Icon

Portimão adquire imóvel que fazia parte do edificado original da casa onde nasceu Manuel Teixeira Gomes.

Em recente decisão, aprovada por unanimidade, a Câmara Municipal de Portimão exerceu o direito que lhe assiste de preferência na aquisição do imóvel de interesse público conhecido como «A Tralha» e que se encontrava à venda.

Classificado como de interesse público e incluído na Área de Reabilitação Urbana e em zona de Zona de Proteção de Bens Culturais, o imóvel situa-se no Largo do Dique n.º 15 e no Largo 1.º de Dezembro, sendo constituído por três artigos urbanos, os quais fazem parte do edificado original da casa onde nasceu Manuel Teixeira Gomes, e que atualmente é um dos equipamentos culturais da cidade.

Após esta aquisição, com o valor de compra conjunta de 300 mil euros, a Casa Manuel Teixeira Gomes ficará com cerca de 800 m2 de área de implantação, correspondendo a mais de metade da sua área original, o que permitirá condições mais amplas para as múltiplas valências da sua programação e para albergar o espólio pessoal, artístico e patrimonial do patrono.

Localizada na ARU- Área de Reabilitação Urbana, a Casa Manuel Teixeira Gomes foi mandada construir por José Libânio Gomes no princípio da segunda metade do século XIX. Aí nasceram os seus quatro filhos, tendo o mais velho, Manuel Teixeira Gomes, sido diplomata prestigiado e um dos maiores escritores portugueses do século XX, além de exercer entre 1924 e 1925 a presidência da República, altura em que providenciou para a elevação de Vila Nova de Portimão à categoria de cidade, promulgada em Diário do Governo de 11 de dezembro de 1924.