Plataforma «Comércio com História» integra três espaços de Loulé

  • Print Icon

Bafo de Baco, Café Calcinha e Mercearia Casa Portuguesa são os três primeiros espaços do concelho de Loulé – e do Algarve – a integrar a plataforma «Comércio com História», da Direção-Geral das Atividades Económicas.

Para além da integração na plataforma, com este reconhecimento os estabelecimentos passarão a ter um dístico colocado nos seus espaços, símbolo da valorização que se pretende dar a estes edifícios identitários para a comunidade louletana.

Depois desta primeira experiência prevê-se a inserção de outros estabelecimentos do concelho louletano naquela plataforma como meio incrementador do Turismo Cultural e Patrimonial no território algarvio.

Para os responsáveis municipais, a integração destes três espaços no projeto «Comércio com História» faz parte «de uma estratégia alargada do município de Loulé que, ao longo dos anos, através de diversas iniciativas como o programa de animação de Natal, as 7 Quintas, A Praça é Nossa!, eventos como a Noite Branca ou Festival MED e muitas outras atividades, tem contribuído para promover o comércio da cidade, criando uma nova dinâmica económica e social».

Mercearia Casa Portuguesa - Comércio com História
Mercearia Casa Portuguesa

Por outro lado, «constitui mais um contributo de valorização da riqueza patrimonial e humana da cidade de Loulé, onde a tradição continua a estar bem presente em cada um destes espaços, seja no emblemático Café Calcinha, ponto de encontro de muitos louletanos ao longo de décadas, da Mercearia Casa Portuguesa, onde ainda hoje são vendidos produtos que nos remetem para outros tempos, ou do icónico bar Bafo de Baco, espaço que fez parte de muitos roteiros musicais nacionais e que deu a conhecer inúmeras bandas».

O Bafo de Baco está aberto desde outubro de 1992 e, desde então, tem-se afirmado como uma sala de referência na música ao vivo. Funciona como bar nos dias normais da semana e normalmente ao sábado como sala de espetáculos.

Bafo de Baco - Comércio com História
Bafo de Baco

Já o Café Calcinha, localizado no centro de Loulé e no eixo comercial mais importante, foi durante o último século, e até aos dias de hoje, um marco sociocultural da população local e de todos os visitantes, sendo o único espaço de tertúlia na história da cidade, que lhe configurou o privilégio de ser o estabelecimento mais emblemático e referenciado na história local.

A Mercearia Casa Portuguesa, conhecida na comunidade pela Mercearia do Batepézinho, é uma mercearia tradicional que tem as suas portas abertas desde 1908. No entanto, desde 1965 que exerce a sua atividade na mesma morada (R. José Fernandes Guerreiro). O estabelecimento, que já conta com três gerações atrás do balcão, mantém-se fiel à sua forma de atendimento e à tradicionalidade dos seus artigos, encontrando-se aqui artigos que não se conseguem encontrar nas grandes superfícies.