PJ desmantela oficina ilegal de lanchas para tráfico de droga em Faro

  • Print Icon

Polícia Judiciária, através da Diretoria do Sul, desmantelou uma unidade de produção clandestina que se destinava à construção de lanchas rápidas, habitualmente utilizadas no transporte de produto estupefaciente via marítima.

A operação foi levada a cabo no contexto de uma investigação por tráfico de estupefaciente, fraude fiscal e branqueamento de capitais, em estreita cooperação com a Polícia Marítima do Comando de Faro e a Unidade de Controlo Costeiro da GNR de Olhão.

A atividade ilegal desenvolvia-se em instalações industriais desativadas, localizadas num polígono industrial em Faro.

Na sequência das diligências, foram identificados quatro indivíduos de nacionalidade espanhola, conotados com o fabrico e o transporte das embarcações.

Foram também apreendidas três embarcações semirrígidas com aproximadamente 12 metros de comprimento, de cor preta, duas delas em processo final de construção, uma em formato modular, diversa matéria-prima e ferramentas adequadas ao seu fabrico.

A produção desenvolvia-se em total clandestinidade, sem qualquer registo, alvará ou autorização e constitui facto inédito na região.

As diligências de busca não domiciliária decorreram no cumprimento de mandados emitidos pela Autoridade Judiciária competente no Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro. A investigação prossegue a cargo da Polícia Judiciária.

Na tarde de hoje houve uma conferência de imprensa no local que o barlavento acompanhou.