Pastoral do Turismo ensina a organizar casamentos no Algarve

  • Print Icon

Iniciativa da Diocese do Algarve é para todas as entidades organizadoras de matrimónios (wedding planners) e visa dar a conhecer todos os procedimentos que são necessários para a preparação de um casamento católico.

Uma formação especificamente preparada para dar resposta a algumas necessidades das empresas que organizam casamentos no Algarve é a proposta que a Diocese do Algarve, através da Pastoral do Turismo, dinamizará no próximo dia 17 de dezembro, entre as 10h00 e as 17h00, no Seminário de São José, em Faro.

Esta formação destina-se a todas as organizadoras de casamentos (wedding planners) e visa dar a conhecer todos os procedimentos que são necessários para a preparação de um casamento católico, a documentação que é obrigatória, bem como os canais de comunicação a usar para obter as devidas autorizações/documentos.

A formação permitirá que possam passar-se informações importantes, nomeadamente no que toca a toda a tramitação que é necessária na organização de um casamento, mas também em relação a questões mais específicas relacionadas com a liturgia e com a forma como as cerimónias católicas de casamento devem decorrer, como é o caso da música própria para estas celebrações.

A equipa diocesana da Pastoral do turismo tem vindo a estabelecer uma relação com todas as empresas de organização de casamentos que operam na região e é já a segunda vez que realiza esta formação, atividade que se tem revelado de grande utilidade e uma ferramenta de preparação importante para estes agentes que promovem a ligação entre noivos e a Igreja.

A preocupação da Diocese ajudar na formação destes profissionais, de modo a que as cerimónias sejam cada vez mais bonitas e mais corretas, no que toca ao que a Igreja Católica define para o sacramento do matrimónio.

«A importância que têm os casamentos feitos no Algarve por estrangeiros, sobretudo provenientes da Irlanda e de comunidades católicas do Reino Unido, tem vindo a aumentar e temos consciência que essa é uma realidade incontornável, mas que é necessário que quem procura a nossa região para casar o faça acompanhado por profissionais que conhecem e podem fazer respeitar as regras que a Igreja católica prevê para estas cerimónias», explica o padre Miguel Neto, responsável por esta equipa de trabalho da Diocese.

«Se o número de casamentos deste tipo tem aumentado, consequentemente, a relação existente com as wedding planners também se tem aprofundado, pelo que se tornava importante a realização de uma formação que se explique detalhadamente quais os passos a dar na preparação destes casamentos, de modo a garantir uma maior qualidade, disciplina e comunicação no que concerne a este tipo de cerimónias, evitando a realização de erros grosseiros, que podem colocar em risco a validade dos matrimónio de casais estrangeiros, ao mesmo tempo que se facilitam os procedimentos junto da Diocese, garantindo que os processos chegam até aqui bem preparados e com toda a documentação em falta. Deste modo, os weddings planners que participarem nesta formação serão certificados pelo período de dois anos como preparados para a organização de casamentos católicos de estrangeiros e nacionais na nossa região e, posso adianta, que temos já um grande número de pessoas inscritas», acrescenta o sacerdote.

Nesse sentido, todos os participantes receberão um certificado e o seu nome será referenciado no site da Pastoral do Turismo como Weeding Planner autorizada e credenciada pela Diocese do Algarve.

Quem desejar inscrever-se deverá fazê-lo enviando email (pastoralturismo.algarve@gmail.com), remetendo os dados pessoais ou coletivos.

Esta formação/certificação teve um custo de 80 euros por participante para quem se inscreveu até ao dia 10 de novembro.

Até à data da formação passarão a ter um custo de 100 euros.

Para esclarecimentos está disponível um contacto de telemóvel (914 621 429).

Foto: Algarve Marquees.