Ordem vacina amanhã médicos que não tinham tido acesso à vacina

  • Print Icon

Serão vacinados médicos que ainda não tiveram acesso à imunização, apesar de terem sido considerados como grupo prioritário.

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, desloca-se amanhã a Faro para acompanhar o início de uma operação coordenada pela Ordem dos Médicos para vacinar contra a COVID-19 os médicos que ainda não tiveram acesso à imunização, apesar de terem sido considerados como grupo prioritário.

A campanha começa às 14 horas, na unidade de Faro do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) e é aberta à comunicação social, altura em que o bastonário fará um ponto de situação sobre o momento que vivemos de combate à pandemia.

Depois de várias insistências e duas semanas depois de a Ordem dos Médicos ter lançado uma petição pública pela vacinação imediata de todos os médicos, que já ultrapassou as 10 mil assinaturas, «foram finalmente criadas condições para terminar com uma situação de injustiça, e que deixava os doentes mais desprotegidos».

A nova coordenação da task force para a vacinação contra a COVID-19 reconheceu que os médicos e restantes profissionais de saúde estão no primeiro grupo prioritário a vacinar, pelo que é essencial garantir que se atinge uma cobertura plena.

Para isso, solicitaram o apoio da Ordem dos Médicos na identificação dos médicos que estão por vacinar, bem como em toda a operacionalização deste processo de programação do momento de vacinação e administração das vacinas.

A imunização começou no Porto, onde no fim de semana já foram vacinados mais de 620 médicos.