Museu norueguês recebe o «Prémio Museu Portimão» dos EMYA

  • Print Icon

«Prémio Museu Portimão» distingue o museu mais acolhedor e inclusivo da Europa.

O Museu de Portimão batiza com o seu nome, desde 2018, um dos prémios EMYA – European Museum of the Year Award, distinção promovida pelo European Museum Forum e pelo Conselho da Europa e atribuída este ano ao Museu da Universidade de Bergen, na Noruega, dedicado sobretudo à história natural.

A entrega do «Prémio Museu Portimão», que distingue o museu mais acolhedor e inclusivo da Europa, teve lugar ontem, domingo, dia 8 de maio, e esteve a cargo do respetivo diretor científico e administrador do European Museum Forum (EMF), José Gameiro, durante a cerimónia dos EMYA 2022, que decorreu no Museu Nacional da Estónia, sediado em Tartu.

O Museu da Mente, situado na cidade neerlandesa de Harlem, recebeu o prémio de «Museu Europeu do Ano».

Esta cerimónia culminou a conferência anual sobre o tema «Museus que abordam questões locais e globais em e com suas comunidades», que teve lugar de 4 a 7 de maio na Estónia, estando confirmado que o Museu de Portimão acolherá a edição dos EMYA 2024.

O EMYA foi fundado em 1977 com o objetivo de reconhecer, encorajar, premiar e demonstrar a excelência e a inovação na área dos museus, particularmente no tocante à qualidade pública e responsabilidade social. Em 2010, o Museu de Portimão foi distinguido com o Prémio Museu Conselho da Europa que, a par do Prémio Museu Europeu do Ano, constituem as duas principais categorias de distinções museológicas.