Município de Faro renova apoio a barco ambulância «Ria Solidária»

  • Print Icon

Protocolo entre Câmaras de Faro e Olhão, INEM e Autoridade Marítima Nacional permite operacionalização e sustentabilidade de embarcação que presta socorro às populações das ilhas barreira da Ria Formosa.

A Câmara Municipal de Faro aprovou na segunda-feira, dia 5 de abril a renovação do protocolo para operacionalização, utilização e sustentabilidade do barco ambulância «Ria Solidária», que se encontra ao serviço dos habitantes das ilhas barreira da Ria Formosa.

Com a prorrogação deste protocolo, assinado em 2018, os municípios de Faro e Olhão, bem como o INEM, continuam a contribuir com um apoio de 7.000 euros, num total de 21.000 euros anuais, para despesas de manutenção e operacionalização desta embarcação, que foi construída pelo Governo Civil de Faro em 2007 e entregue pela Autoridade Nacional de Proteção Civil à Autoridade Marítima Nacional (AMN) em 2013.

Operado pela AMN a partir da Estação Salva Vidas de Olhão, esta embarcação tem como missão servir, de modo regular, as populações dos núcleos da ilha da Culatra, no concelho de Faro, e das ilhas da Fuseta e Armona, no concelho de Olhão, através do transporte logístico de doentes e pessoas com mobilidade reduzida face à inacessibilidade por outros meios com as condições adequadas.

Atualmente, este barco ambulância regista uma média de 180 evacuações por ano.

Com a continuidade deste protocolo, o município de Faro e os restantes parceiros continuam a partilhar as despesas de operação e sustentação da embarcação, e o INEM vê aumentada a sua capacidade de assistência pré-hospitalar às populações destas ilhas.

A autarquia de Faro congratula-se «com a continuidade de um protocolo que permite a garantia de um serviço público às populações das ilhas barreira, em termos de prestação de socorro, uma vez que o direito à saúde deve ser concedido a todos os cidadãos».