Miguel Oliveira de alto nível vence Grande Prémio em Portimão

  • Print Icon

Miguel Oliveira fez soar a Portuguesa no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, com uma prestação de alto nível.

O lugar de topo no Grande Prémio MEO de Portugal em MotoGP que decorreu ontem, domingo, 22 de novembro, foi, indiscutivelmente, para o piloto português Miguel Oliveira, que liderou e fez história, no Autódromo Internacional do Algarve.

A prestação do português mereceu rasgados elogios de vários pilotos, como Franco Morbidelli, para quem Miguel Oliveira «foi intocável». Já o australiano Jack Miller, considerou que o piloto lusitano «estava em outro nível».

O campeão de Moto GP 2020, Joan Mir, anunciado no último fim de semana em Valência não terminou a prova desta vez. O pódio foi assim formado pelo português no topo, seguindo-se Jack Miller em segundo e Franco Morbidelli em terceiro, com uma disputa intensa na última volta.

Em Moto 3, Albert Arenas sagrou-se campeão na pista algarvia. A tensão esteve presente até ao último segundo, com alguma incerteza relativamente à atribuição do título. Mas apesar da corrida terminar com a vitória de Raul Fernandez, seguido de Dennis Foggia, em segundo, e Jeremy Alcoba, e em terceiro, a soma de pontos deu o título ao piloto espanhol Arenas, líder do campeonato em Moto 3, com uma diferença de quatro pontos.

Em Moto 2, onde também estava tudo por decidir, foi o italiano Enea Bastianini que levantou a taça de campeão 2020, com uma vantagem de nove pontos sobre os adversários. O pódio da etapa fez-se com o australiano Remy Gardner no lugar mais alto, seguido do italiano Luca Marini, em segundo, e o britânico Sam Lowes, em terceiro.

A celebração portuguesa foi feita com o silêncio das bancadas mas com muita emoção, sendo o içar da bandeira portuguesa, no Autódromo Internacional do Algarve, o momento final deste Grande Prémio MEO de Portugal.