Marinha resgata quatro pessoas ao largo do Cabo de São Vicente

  • Print Icon

Quatro homens foram resgatados de uma embarcação semirrígida que se encontrava à deriva a 25 milhas náuticas (cerca de 46 quilómetros) a sudoeste do Cabo de S. Vicente, em Sagres.

​O alerta foi dado ao início da tarde de ontem, quarta-feira, dia 8 de dezembro, pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo (MRCC) de Madrid, que informou o congénere de Lisboa para o facto de a embarcação semirrígida, equipada com três motores e com quatro pessoas a bordo, se encontrar em risco de afundamento.
A Marinha, «de imediato, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), coordenou a operação de resgate, tendo divergido para o local três navios mercantes que se encontravam mais próximos da área de busca».
Foram ainda empenhados o navio da Marinha NRP Viana do Castelo e um helicóptero EH-101, da Força Aérea Portuguesa.
«O navio mercante «BW Danube 3» avistou e localizou a embarcação com os quatro tripulantes mas, dadas as condições meteorológicas adversas, não foi possível efetuar a transferência dos quatro indivíduos, em segurança, tendo o navio permanecido na área e facultado, entre outros, alguns mantimentos», explica a Marinha.
Os tripulantes, todos de nacionalidade espanhola, foram resgatados pela aeronave EH-101. A primeira pessoa a ser resgatada foi transferida para o navio da Marinha, NRP Viana do Castelo, que após o fim da ação de busca e salvamento navegou rumo a Portimão, onde chegou ao início desta manhã.
«Com as condições de mar muito adversas e após reabastecimento, o helicóptero da Força Aérea recuperou os restantes três náufragos, já durante esta madrugada, tendo-se dirigido para Faro, onde desembarcaram», conclui a Marinha.