Loulé entra no combate às alterações climáticas no setor das águas

  • Print Icon

Declaração assinada em conjunto com cerca de uma centena de entidades.

O município de Loulé é uma das entidades que no passado dia 1 de junho, na ETAR da Companheira, em Portimão, assinaram a «Declaração de Compromisso para Adaptação e Mitigação das Alterações Climáticas nos Serviços de Águas», documento que pretende contribuir para tornar o setor mais eficiente e melhor preparado para os desafios futuros, assegurando o cumprimento do direito à água e ao saneamento para as próximas gerações.

Até ao momento, assinaram esta declaração cerca de uma centena de instituições, entre autarquias, entidades gestoras, Agência Portuguesa do Ambiente (APA) ou a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

«A Câmara de Loulé não poderia ficar de fora desta iniciativa, pois a segurança do acesso à água é uma matéria central do Plano Municipal de Ação Climática do município», afirmam os responsáveis municipais.

Ainda segundo a mesma fonte, «o trabalho em Loulé nesta matéria tem sido intenso, nomeadamente através de iniciativas como a elaboração do Plano Municipal de Contingência para Períodos de Seca, a participação na rede CAPT2 – Circularidade da Água: de Todos e para Todos, a criação de uma blue-green infrastructure para gerir a qualidade da água no Jardim das Comunidades de Almancil, a campanha de sensibilização ambiental Aqui Cuidamos da Água ou as intervenções em edifícios públicos para o reaproveitamento de águas, projeto já implementado na Escola EB 2,3 Padre Cabanita e em estudo para as Piscinas Municipais de Loulé e de Quarteira».

As empresas municipais «têm tido também um papel importante nesta matéria, com a implementação do Smart Irrigation System by Infralobo ou do Sistema de Rega Eficiente IQ na Quinta do Lago».

«As alterações climáticas são uma realidade com consequências dramáticas mas, acima de tudo, incertas, pelo que o setor dos serviços de abastecimento e saneamento de água urbana deve, no seu conjunto, sustentar o esforço de apoiar, propor e operacionalizar estratégias e medidas para um combate que a todos diz respeito», consideram os responsáveis por esta ação.