Loulé desvenda segredos da apanha do figo, amêndoa e alfarroba

  • Print Icon

O projeto Loulé Criativo promove no próximo domingo, dia 8 de setembro, na Quinta da Marroquia, uma atividade de apanha destes três frutos do pomar misto de sequeiro.

A ideia é que os participantes, sejam eles turistas, residentes, simples curiosos ou apreciadores das mais genuínas tradições algarvias, possam descobrir o pomar misto de sequeiro, numa manhã que estimula memórias de outros tempos, em que a apanha destes frutos fazia parte da vida das gentes.

Esta iniciativa pretende informar e sensibilizar para a importância do pomar misto de sequeiro, para o potencial de usos dos seus frutos, para a sua relevância enquanto componente de paisagem e como recurso de desenvolvimento de novas atividades, a promover entre agentes turísticos e agricultores.

As alfarrobeiras, amendoeiras, figueiras e oliveiras afirmaram-se pela sua adaptação às condições climáticas e de solo que caracterizam o barrocal do Algarve, onde esta consociação de fruteiras tem maior incidência, e que no concelho de Loulé ocupa uma área significativa do território.

Estando atualmente o pomar misto algarvio em declínio, torna-se essencial valorizar o figo, a amêndoa, a alfarroba e a azeitona, através da transformação e comercialização.

Esta ação reveste-se de enorme importância, para preservar o património da paisagem, dos saberes e da cultura regional de um recurso que contribui para o desenvolvimento de atividades de animação turística.

A atividade é gratuita mas está limitada a um número máximo de 18 participantes, com mais de 10 anos. Os interessados poderão fazer a sua inscrição até dia 5 de setembro, através de email.