Loulé apresenta programa para comemorar 34 anos de elevação a cidade

  • Print Icon

Os 34 anos de elevação de Loulé ao estatuto de cidade são assinalados no próximo dia 1 de fevereiro, terça-feira.

O programa arranca às 10h00 com o tradicional hastear da Bandeira Nacional, nos Paços do Concelho. Às 10h30, as atenções estarão centradas no Pavilhão Desportivo Municipal de Loulé, onde será descerrada uma placa com o nome do antigo autarca Joaquim Vairinhos, que passará a ser o patrono deste equipamento desportivo de referência da cidade.

Professor/inspetor do Ensino Básico, vereador e presidente da Câmara Municipal de Loulé, eurodeputado, dirigente associativo, atleta e, mais recentemente, poeta, foi em todas estas áreas que Joaquim Vairinhos teve um papel determinante e inseparável da própria evolução da cidade, do concelho de Loulé e da região algarvia. Segundo o município, «esta será uma homenagem que pretende perpetuar a obra deste louletano».

Nesse dia está previsto também o lançamento da Revista «Loulé», com um número dedicado à história e às estórias da antiga vila, desde os anos 80 até aos dias de hoje. Mais tarde, a partir das 16h00, a atividade «Vamos fotografar a cidade de Loulé?» propõe uma visita guiada às ruas e pontos de referência da cidade, com a possibilidade de registar cada momento com o telemóvel ou máquina fotográfica.

Os interessados em participar poderão inscrever-se através do e-mail ou pelo telefone 289 400 829. De notar que a participação é gratuita mas limitada a 15 pessoas.

Já pela noite, às 21h00, o músico Rodrigo Leão junta-se ao Coro Juvenil de Loulé para apresentar «A Estranha Beleza da Vida», no Cineteatro Louletano.

Este espetáculo, em que Rodrigo Leão se apresenta como Rodrigo Leão Cinema Project, reúne repertório dos três discos editados em 2020 e 2021 («O Método», «Avis 2020» e «A Estranha Beleza da Vida»), assim como uma seleção de temas clássicos do compositor.

«É, por isso, bastante eclético, com uma grande abrangência de estilos musicais», afirma a autarquia.

A proposta de elevação de Loulé a cidade foi aprovada a 18 de dezembro de 1987, mas só a 1 de fevereiro de 1988 foi publicado em Diário da República. Sede do maior concelho algarvio, o município de Loulé considera que esta «é hoje uma das cidades mais importantes no contexto regional graças à sua centralidade e aos equipamentos que servem todo o Algarve. A programação cultural é outra das imagens de marca de uma cidade nascida há 34 anos».