Lagos lança várias iniciativas para ajudar refugiados da guerra na Ucrânia

  • Print Icon

Crise humanitária decorrente da situação na Ucrânia despoletou várias iniciativas para angariar apoios aos refugiados.

A Câmara Municipal de Lagos, em estreita relação com a Associação dos Ucranianos do Algarve, está a coordenar uma campanha de angariação de bens urgentes e necessários aos refugiados, nomeadamente ao nível dos produtos alimentares não perecíveis, leite e medicação, os quais são transportados para os países que fazem fronteira com a Ucrânia para apoiar estas famílias.

A recolha dos bens está a decorrer nas juntas de freguesia do concelho, nos dias úteis, entre as 9h00 e as 16h30, e nos Bombeiros Voluntários de Lagos, todos os dias, das 18h00 às 20h00, sendo que a comunidade escolar dos agrupamentos do concelho também está a colaborar nesta causa.

A autarquia está igualmente a fazer a mediação para o acolhimento de refugiados, nomeadamente através da disponibilização de um formulário para que os mais solidários, que tenham possibilidade de acolhê-los temporariamente em quarto, casa ou apartamento, possam fazê-lo de forma mais célere.

O formulário está disponível online e pode ser utilizado o contacto telefónico 965 989 776 para questões ou obtenção de mais informações.

O município lacobrigense lança também um novo apelo «a voluntários que possam ajudar no processo de integração destes refugiados junto da comunidade portuguesa, nomeadamente pessoas com domínio da língua ucraniana que estejam disponíveis para orientar e mediar os recém-chegados da Ucrânia». Os interessados devem preencher o formulário disponibilizado aqui.

Está ainda em curso, dinamizada pelo Governo português através do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), a iniciativa «Portugal for Ukraine», que visa apoiar os cidadãos ucranianos que pretendem, por razões de conflito armado e humanitárias, residir em Portugal. Foi disponibilizado um formulário para que as empresas portuguesas se possam mobilizar e disponibilizar para acolher e contratar estes cidadãos, o qual está disponível aqui.