Lagoa responde a necessidades educativas colocando as «Mãos na Arte»

  • Print Icon

«Mãos na Arte» é uma resposta do município para crianças com necessidades educativas específicas, recorrendo a metodologias da educação pela arte.

O projeto «Mãos na Arte» dirige-se a crianças com necessidades pedagógicas específicas, que frequentam os estabelecimentos de Educação Pré-Escolar e 1º Ciclo de Ensino Básico das escolas da rede pública do concelho de Lagoa. No ano letivo de 2020/21 abrange cerca de meia centena de crianças.

Trata-se de «uma estratégia pedagógica que pretende dar respostas adaptadas a cada caso, visando o desenvolvimento das competências pessoais, sociais e pedagógicas dos participantes», explica a autarquia.

«A Câmara Municipal de Lagoa assume, entre as suas prioridades, a inclusão social. Para isso, tem vindo a promover um leque diversificado de respostas que vão ao encontro das necessidades dos vários indivíduos e grupos identificados. É nesse contexto que se retoma este projeto», afirmou Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal.

Entrando este ano na quarta edição consecutiva, o programa do «Mãos na Arte» 2020/21 começou com uma primeira oficina que teve lugar a 19 de outubro 2020. Até final do ano letivo estão previstas mais 48 oficinas para crianças e jovens, dos Agrupamentos de Escolas Rio Arade e Padre António Martins de Oliveira.

Abordando temáticas diversificadas, obras da história de arte, explorando um livro ou as exposições patentes na Escola de Artes de Lagoa, os participantes desenvolvem os seus próprios percursos.

O projeto desenvolve-se na Escola de Artes de Lagoa Mestre Fernando Rodrigues (EAL MFR), equipamento municipal que, segundo o executivo, «tem a missão de facilitar o acesso à formação, à prática e à fruição artística de toda a comunidade. A oferta de oficinas artísticas é variada e multidisciplinar. Dirige-se a diferentes faixas etárias facilitando contextos de formação e de expressão da criatividade».