Lagoa garante cofinanciamento para os gastos na luta contra a COVID-19

  • Print Icon

Candidatura «Custos decorrentes do combate à pandemia COVID-19 no Município de Lagoa», apresentada ao Programa Operacional de Assistência Técnica – POAT, foi aprovada.

Entre as despesas da Câmara Municipal apresentadas a financiamento, contam-se os custos com equipamento de proteção individual, limpeza, higiene e desinfeção de espaços, oferta de alimentação a famílias em confinamento, desinfetante e material para utilização desinfetante, material para delimitação de espaços de modo a fazer o distanciamento social como prevenção da doença e os custos com a criação de uma Zona de Apoio à População (ZAP), devidamente equipada, instalada no desativado Lar Santa Isabel (antigo hospital de Lagoa) para apoiar a população com o diagnóstico de COVID-19.

Com esta candidatura, que compõe um investimento de 371.488,97 euros da autarquia, no período compreendido entre 14 de março e 30 de setembro de 2020, para suportar as ações de prevenção e contenção da pandemia, assim como para apoiar quem foi atingido pelo novo coronavírus, os custos serão cofinanciados em 85,66 por cento por fundos da União Europeia.

Luís Encarnação, presidente da autarquia, refere que «é com enorme satisfação que vimos a nossa candidatura ser aprovada, dando-nos a possibilidade de recuperar o investimento realizado na proteção da nossa população, no âmbito do combate ao COVID-19, e assim poder reinvestir esse dinheiro noutros projetos, também eles importantes para a nossa população».