Lagoa assina acordo com IHRU para ter mais habitação no concelho

  • Print Icon

Autarquia prepara agora candidatura ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A Câmara Municipal de Lagoa assinou um acordo de cooperação com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), no âmbito do Programa 1º Direito, que permitirá ter mais habitação no concelho através da construção de novas habitações, da aquisição para a reabilitação e do arrendamento para o subarrendamento, prevendo ainda a reabilitação dos bairros sociais.

Este acordo permitirá ao Município colocar em prática a sua Estratégia Local de Habitação, definindo um montante global de investimento de mais de 13 milhões de euros, dos quais 11 milhões são financiamento a fundo perdido pelo IHRU.

O 1.º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação visa apoiar a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições habitacionais indignas e que não dispõem de capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada.

Para além deste acordo celebrado, o executivo aprovou na última semana dois projetos para a construção de habitação, que irão trazer ao concelho mais 43 habitações.

Um dos projetos será executado na Rua Dr. Sebastião Trindade Pinto, em Lagoa, com a construção de sete fogos habitacionais, enquanto o outro será executado no Bairro Social em Porches, com a construção de 36 fogos habitacionais. Com esta última ação em Porches, no âmbito do Programa 1º Direito, o atual executivo dá a oportunidade aos lagoenses de se fixarem na zona do concelho com menor densidade populacional e deixa cair a pretensão de construir, naquele local, um parque urbano, substituindo-o por habitação, considerando-a «prioritária, uma vez que as famílias lagoenses e o seu bem-estar estão em primeiro lugar».

A autarquia prepara agora a candidatura ao PRR para executar estes dois projetos, que têm maturidade para virem a ser financiados pela chamada «bazuca europeia».

Para além do acordo de cooperação assinado com o IHRU e dos dois projetos aprovados, o município de Lagoa prepara-se para adquirir o projeto para a construção de habitações, a custos controlados, também em Porches, junto da Urbanização do Ramalheiro, com a construção de mais de 50 fogos habitacionais, num terreno adquirido pelo atual executivo em 2021.

Segundo afirmou Luís Encarnação, presidente da Câmara Municipal, «demos dois passos importantes para colocar em pratica a nossa Estratégia Local de Habitação. Sem pressa, com passos firmes e sólidos para darmos aos lagoenses aquilo que eles mais necessitam, uma casa para viver».