Governo reconhece dois polos de inovação digital propostos pelo Algarve

  • Print Icon

O governo aprovou fundos para uma Rede Nacional de Digital Innovation Hubs, sendo que o Algarve está presente com duas candidaturas reconhecidas.

No âmbito do Plano de Ação para a Transição Digital, o governo aprovou a medida n.º 8 – Digital Innovation Hubs para o Empreendedorismo, a qual visa a dinamização de uma Rede Nacional a desenvolver em ligação com os clusters de competitividade e centros de interface tecnológico reconhecidos.

Das três candidaturas em que o Algarve estava representado, duas delas foram reconhecidas, nomeadamente:

  • Candidatura 10 — Portugal Blue Digital Hub (com Universidade do Algarve);
  • Candidatura 13 — InnovTourism (com Algarve STP).

No entanto, mediante fusão de áreas de atuação e parceiros, a candidatura 9 – D2P2 — Data-Driven Public Policy Innovation Hub, na qual participa diretamente a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, poderá ainda ser reconhecida, dada a relevância e importância da digitalização na Administração Pública.

José Apolinário, presidente da CCDR Algarve felicitou todas as entidades regionais envolvidas nas candidaturas, agradecendo a sua participação e sublinhando que «foi dado mais um passo importante para a diversificação da nossa base económica, concretizando alguns dos desígnios previstos na Estratégia Regional de Especialização Inteligente (RIS3) do Algarve e na promoção da variedade relacionada entre as TIC, e no nosso caso, o Mar e o Turismo».

No despacho governamental, assinado pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, fica também assente que a Rede Nacional estará interligada com a Rede Europeia de Digital Innovation Hubs, a dinamizar pela Comissão Europeia no âmbito dos programas quadro europeus para 2021-2027.