GNR apreende 809 botijas de óxido nitroso em Tavira

  • Print Icon

809 botijas de óxido nitroso, medicamento destinado à utilização em meio hospitalar, foram apreendidas na Via do Infante, em Tavira, pela GNR.

O Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento Territorial de Tavira, apreendeu 809 botijas de óxido nitroso, no concelho de Tavira.

Foi na sequência de uma investigação com base em informações do Centro de Cooperação Policial e Aduaneiro de Castro Marim e Ayamonte e no intercâmbio de informações com a Guardia Civil de Espanha, que se realizou uma operação de vigilância na fronteira terrestre, junto à Ponte Internacional sobre o Rio Guadiana, tendo sido detetada a circulação de um veículo pesado de mercadorias suspeito, oriundo de Espanha.

Os militares da GNR intercetaram e fiscalizaram a viatura na Via do Infante, no concelho de Tavira, onde descobriram que transportava 809 botijas de óxido nitroso, num valor estimado que ascende os 55 mil euros.

809 botijas de óxido nitroso, medicamento destinado à utilização em meio hospitalar, foram apreendidas na Via do Infante, em Tavira, pela GNR.

Uma vez que as botijas não detinham documentação que atestasse autorização por parte da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P (Infarmed), ou que comprovasse que se destinavam a fins farmacêuticos, foram apreendidas pelos militares.

Além da apreensão das botijas, da ação resultou ainda a identificação dos dois homens de 31 e 35 anos que seguiam na viatura e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Tavira.

A GNR relembra que «o óxido nitroso é um medicamento sujeito a receita médica e é destinado à utilização terapêutica em meio hospitalar».

A ação contou também com o reforço do Destacamento de Trânsito (DT) de Faro.