FOMe está de regresso a vários palcos do Algarve

  • Print Icon

Após um ano de interregno devido à pandemia, o FOMe — Festival de Objectos e Marionetas & Outros Comeres, está de volta a vários palcos do Algarve.

A programação, de 4 a 25 de setembro, integra espetáculos, uma oficina, um workshop, uma exposição, um documentário, uma experiência gastronómica e um concerto.

A edição deste ano reúne o que de melhor se faz, a nível nacional, na área do teatro de marionetas e promete proporcionar muitos momentos divertidos, tanto a miúdos como a graúdos.

O FOMe é resultado de uma parceria da ACTA — A Companhia de Teatro do Algarve, responsável pela programação, com os municípios de Albufeira, Faro, Loulé, Olhão, São Brás de Alportel e Tavira.

Todos os eventos são gratuitos, mas sujeitos a reserva, através dos contactos indicados nas páginas seguintes, onde se encontram também todos os detalhes acerca do que vai acontecer na primeira semana do festival.

Programação 

«ARES DE MESA»
4 de setembro de 2021 a 15 de janeiro de 2022
Exposição de Marionetas de Jorge Cerqueira, Sintra
Público-alvo: todas as idades
Museu do Traje, São Brás de Alportel
De segunda a sexta-feira, 10h00-13h00/ 14h00-17h00
Sábado, domingo e feriados: 14h00-17h00

Nesta exposição, são homenageadas algumas das figuras que, de alguma forma, influenciaram a evolução da gastronomia e o nosso comportamento à volta da mesa.
«Ares de mesa» assenta em três núcleos distintos: os criadores (que tiveram um papel direto na criação de receitas); os inspiradores (que inspiraram a recriar receitas que chegaram aos nossos dias) e os apreciadores.

«SÓMENTE»
Pelo Teatro Só, Odemira
4 de setembro, 19h00, Largo da Pontinha, Faro
Público-alvo: maiores de 3 anos
reservas: comunicacao@actateatro.org.pt | 289 878 908

«Sómente» é o retrato de um homem que permaneceu jovem de coração, mas que está preso num corpo desgastado pela passagem do tempo. Conseguirá sair da bolha? Esta é uma peça de teatro sem diálogos, em que o carinho, a emoção e a poesia das imagens estão em primeiro plano.

«AS MINHAS MAIS… MARIONETAS»
Pelo Trulé, Évora
11 de setembro, 11h00, Avenida da República, Olhão
Público-alvo: maiores de 3 anos
reservas: inscricoes@cm-olhao.pt
11 de setembro, 18h30, Fonte Pequena, Alte, Loulé
reservas: cinereservas@cm-loule.pt
12 de setembro, 11h00, Jardim de São Francisco, Tavira
reservas: dcpmuseus@cm-tavira.pt
12 de setembro, 18h30, IPDJ, Faro
reservas: faro@ipdj.pt

Por ser antológico, o espetáculo «As minhas mais… marionetas» sintetiza um percurso de mais de quarenta anos de pesquisa e entendimento das várias técnicas de construção e manipulação de marionetas. Este é um espetáculo de pura poesia visual em que os bonecos são tocados pelos dedos mágicos do bonecreiro e mostram-nos pedaços de vida em histórias de encantar.

«D. ROBERTO, O ALGARVIO»
Pelos Bonecos de Almar, Lagoa
11 de setembro, 11h30, Allgourmet, Loulé
Público-alvo: todas as idades
reservas: geral@allgourmet | 919 042 217

Os Robertos são de raiz extremamente popular, caracterizando-se pela sua voz única e pelas suas histórias curtas e cheias de ação. Eles chegam aos nossos dias pelas mãos de bonecreiros como os mestres António Dias, António Rosado ou Domingos Moura e era habitual encontrá-los nas praias dos norte, nas feiras, nas ruas ou nos jardins de grandes cidades como o Porto ou Lisboa. Com o passar do tempo, eis que aparecem, pelas mãos de um novo bonecreiro, novas histórias e novos personagens: o ‘D. Roberto e a Namorada’ e o ‘Burro Teimoso’.

«CONFIANDO (CONFINADO)»
Pelo Fio d’Azeite — Marionetas Chão de Oliva, Sintra
11 de setembro, 21h00, Teatro Lethes, Faro
Público-alvo: maiores de 12 anos
12 de setembro, 16h00, Teatro Lethes, Faro
reservas: comunicacao@actateatro.org.pt | 289 878 908

Esta é uma história feita de pequenas histórias do personagem principal de nome Vicente. Estas crónicas da vida do protagonista são viagens no tempo, formando uma linha cronológica desalinhada, mas remetendo a toda uma poesia visual de memórias aleatórias de uma vida tranquila. O título ‘Confiando (confinado)’ proporciona uma viagem entre sentimentos, revoltas, suspiros, sorrisos, entre outros surtos de abalos e esperança.

OFICINA DE CONSTRUÇÃO DE MARIONETAS
Por Marionetas Rui Sousa, Santa Maria da Feira
11 de setembro, 10h30-13h30, Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, Tavira
Público-alvo: maiores de 12 anos
Lotação máxima: 10reservas: dcpmuseus@cm-tavira.pt
11 de setembro, 16h30-19h30, Biblioteca José Mariano Gago, Olhão
reservas: inscricoes@cm-olhao.pt
12 de setembro, 14h30 e 17h30, Auditório do Convento Espírito Santo, Loulé

Os participantes desta oficina vão aprender a construir uma marioneta de manipulação direta, feita a partir de papel de poliuretano e de alguns tecidos, utilizando formas e volumes densos.
O resultado final é uma marioneta, mas também pode ser um elemento de uso lúdico-pedagógico, uma obra de arte, um personagem ou todas elas em simultâneo.

«BZZZOIRA MOIRA»
Pelo Teatro e Marionetas de Mandrágora, Espinho
12 de setembro, 19h00, Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, Tavira
Público-alvo: maiores de 4 anos
reservas: dcpmuseus@cm-tavira.pt

Neste espetáculo, é contada a história de um poço negro que dizem esconder um tesouro guardado por uma moira encantada por um feitiço. Durante a noite, a jovem chora, enquanto se penteia, mas, durante o dia, é transformada num animal que afugenta o aguadeiro a caminho do poço.

«TEATRO DE ROBERTOS»
Pelo Teatro e Marionetas de Mandrágora, Espinho
12 de setembro, 10h30, Jardim de São Francisco, Tavira
Público-alvo: maiores de 3 anos
reservas: dcpmuseus@cm-tavira.pt

Estas histórias partem de uma memória tradicional que chega até nós, provando através de simples fantoches como somos desafiadores quando queremos cumprir os nossos desejos. É através destes incríveis fantoches que serão contadas as histórias de «O barbeiro diabólico» e de «O castelo dos fantasmas».