Paulo Águas reeleito Reitor da UAlg com maioria absoluta

  • Print Icon

Prioridades para o novo mandato são aumentar o número de estudantes, reequipar laboratórios e aumentar o número de oferta de alojamento da Universidade do Algarve (UAlg). Novo polo tecnológico do campus da Penha abre em dezembro.

«Temos imensos desafios e passam por melhorarmos as condições de funcionamento, prestar melhores serviços e qualificar mais jovens para contribuirem para o desenvolvimento económico e social da região e do país», disse ao barlavento Paulo Águas, reeleito Reitor pelo Conselho Geral da Universidade do Algarve (UAlg), na quinta-feira, dia 18 de novembro.

O magnífico, que contou com uma vitória por maioria absoluta, afirmou que quer «continuar a aumentar o número de estudantes nos próximos quatro anos», sobretudo os internacionais.

«Admitimos que aumentar o número de alunos nacionais poderá ser difícil, pelo que iremos apostar no reforço do recrutamento de estudantes internacionais, que tanto foram afetados nestes últimos dois anos pela pandemia» de COVID-19.
Em relação à maior necessidade da academia algarvia, Paulo Águas mencionou «o desafio de aumentar o alojamento para estudantes. Queremos e temos uma necessidade muito grande, porque se torna um custo muito elevado e particularmente difícil para algumas famílias».

Também no que toca à investigação, o Reitor diz existirem «desafios em que a instituição quer continuar a cimentar o que tem vindo a fazer. Há novos instrumentos e foram criados laboratórios colaborativos que são desenvolvidos com as empresas». Nesta área, revelou ainda que no próximo mês de dezembro estará terminado o polo tecnológico do campus da Penha, «onde iremos receber empresas na área das Tecnologias de Informação e Comunicação».

Reequipar laboratórios foi outra das prioridades apontadas pelo Reitor, enaltecendo também o compromisso da academia com o desenvolvimento sustentável.

Já em relação às condições de trabalho dos funcionários, o magnífico não quis deixar de dar nota de que «queremos melhorá-las. Da nossa leitura são boas, mas temos sempre a obrigação de procurar dar melhores condições para que o clima organizacional melhore, para que as pessoas estejam mais motivadas e para que a instituição possa reforçar o seu desempenho».

Questionado sobre se a UAlg poderá vir a beneficiar de fundos europeus, provenientes da bazuca europeia, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), Águas assegurou: «estamos atentos e temos vindo a falar com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve. Há expetativas de conseguirmos financiamento para melhorarmos alguns destes aspetos que referi, nomeadamente a modernização dos laboratórios. Já temos candidaturas feitas e iremos fazer mais quando surgirem os avisos».

Paulo Águas contou com 20 dos 29 votos totais do Conselho Geral da UAlg, sendo que a tomada de posse do reeleito Reitor está marcada para dia 15 de dezembro, data em que também se comemora o 42º aniversário da academia algarvia, após homologação de eleição pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Manuel Heitor. Foi também candidata Maria Tereza Cartaxo Muniz que totalizou dois votos. Os restantes sete foram votos em branco.

No seu plano de ação, Paulo Águas afirmou que a principal razão da sua recandidatura é a forte convicção de que poderá contribuir para uma crescente afirmação da instituição. «É isso que me motiva, sabendo, hoje de uma forma bem mais sólida do que há quatro anos atrás, que o desempenho da UAlg será sempre o resultado do nosso desempenho coletivo, tendo presente que são as nossas ações individuais que fazem a força e grandeza do coletivo».

A UAlg tem cerca de nove mil estudantes, 19 por cento dos quais internacionais, oriundos de mais de 84 nacionalidades, onde se destaca o Brasil, país com maior representatividade, ultrapassando os 700 estudantes.

Comitiva da marroquina Universidade Hassan 1er visitou academia algarvia

Uma comitiva da Universidade Hassan 1er, liderada pela nova reitora, Khadija Essafi, visitou a UAlg, nos dias 18 e 19 de novembro. A delegação foi recebida pelo Reitor Paulo Águas e pela vice-reitora Alexandra Teodósio.

Além de uma reunião de trabalho com os diretores das Unidades Orgânicas da UAlg e os coordenadores dos Centros de Investigação, o programa contemplou ainda a assinatura de um acordo de cooperação entre as duas academias, para a realização de ações de desenvolvimento de programas de interesse comum no âmbito do ensino e da investigação.

A cooperação será estabelecida nos domínios da participação em projetos de investigação comuns; participação conjunta em projetos internacionais de cooperação institucional; realização conjunta de seminários e de cursos nos domínios previstos nos acordos específicos; troca de informações, de documentação e de publicações científicas; mobilidade de estudantes e de pessoal no âmbito de seminários e enquadramento de estudantes de doutoramento em cotutela e de investigadores.

Em fevereiro de 2015, já havia sido assinado um acordo de cooperação entre a UAlg e a Universidade Hassan 1er, que resultou, em novembro de 2018, na assinatura de acordos específicos com a Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS), a Faculdade de Economia (FE) e o CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia.