Faro tem o primeiro corpo de bombeiros formado em riscos biológicos

  • Print Icon

Após ação ministrada por formadores da Escola do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa, Faro tem o primeiro corpo de bombeiros do País com todos os seus operacionais com formação nesta área.

Os operacionais dos Bombeiros Sapadores de Faro receberam entre os dias 30 de março e 1 de abril, uma nova formação em riscos biológicos e descontaminação de espaços e infraestruturas.

Esta ação, que acontece no âmbito da pandemia do COVID-19, vai permitir qualificar todo o corpo de bombeiros com valências e competências nesta área.

Esta ação de formação foi ministrada por formadores da Escola do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa, na sequência da estreita colaboração institucional existente entre estes dois corpos de Bombeiros Profissionais e através de um protocolo firmado entre o município de Faro e o município de Lisboa que visa a troca de conhecimentos e formação nas áreas de proteção e socorro.

Recorde-se que o Corpo de Bombeiros Sapadores de Faro já contava com cerca de 15 elementos com formação na área de riscos biológicos e descontaminação de espaços e infraestruturas – obtida em maio do ano passado após uma ação ministrada em Faro, igualmente por formadores da Escola do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa –, que já foram chamados para várias ações de desinfeção de espaços no concelho.

A formação agora ministrada abrangeu a totalidade do efetivo dos Sapadores de Faro, que assim ganha competências na avaliação de riscos biológicos, descontaminação, criação de corredores de descontaminação, intervenção em substâncias perigosas, análise de riscos, equipamentos de proteção individual, proteção respiratória, entre outras.

A formação terminou no dia 1 de abril, com um exercício interno, que decorreu no quartel dos Bombeiros Sapadores de Faro, abrangendo diversos cenários e envolvendo meios e recursos que os Bombeiros Sapadores dispõem e que possibilitam a operacionalização em várias ocorrências em simultâneo.

Refira-se ainda que, com esta formação, os Bombeiros Sapadores passam a ser o primeiro corpo de bombeiros do País a formar a totalidade dos seus operacionais na área específica dos riscos biológicos.