Está dado o primeiro passo para a construção do Parque Urbano de Lagoa

  • Print Icon

Autarquia vai requalificar várias estruturas integradas no terreno agora cedido.

A Câmara Municipal e o Centro Popular de Lagoa (CPL) assinaram na sexta-feira, 12 de março, um protocolo de cedência de terreno a integrar no futuro Parque Urbano desta cidade.

O terreno cedido pelo CPL ao município tem uma área de 7.500 metros quadrados e permitirá concretizar boa parte da componente desportiva do Parque Urbano de Lagoa. Trata-se de uma parcela que pertenceu antes à extinta associação «Amigos de Lagoa» e que fica agora sob a responsabilidade da autarquia, por um período de 50 anos.

O espaço em causa integra já um conjunto de estruturas que a autarquia se prepara para recuperar e requalificar. É o caso do pavilhão existente no terreno cedido, composto por uma sala de convívio, instalações sanitárias, vestiários e duches para senhoras e para homens e ainda de uma arrecadação.

A remoção do amianto, presente nalgumas das coberturas existentes, também faz parte das obras previstas. Está ainda prevista a instalação de quatro campos de padel e a requalificação de toda a zona onde se encontram atualmente os campos de ténis.

O presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, declarou que «este é o ponto de partida para o futuro Parque Urbano de Lagoa. Em nome do município, e em meu nome pessoal, quero agradecer à direção do CPL a disponibilidade para uma parceria da qual todos saem a ganhar. Ganha o CPL, mas ganha também a população de Lagoa, já que daqui sai a possibilidade de mais e melhor espaço público, destinado ao usufruto de todos os habitantes do concelho».

Depois da requalificação do espaço, está previsto que o pavilhão seja utilizado, durante o dia, pelas crianças da creche A Colmeia. A partir das 18h00, passará a estar ao serviço dos clubes e associações do concelho, nomeadamente aquelas que têm modalidades de artes marciais. Já os campos de padel serão disponibilizados à comunidade, alargando assim a oferta desportiva no concelho.

«É com passos firmes, como este que foi dado, que se constrói um concelho cada vez melhor para se viver, trabalhar ou visitar. Tudo aquilo que alcançamos é fruto de muito trabalho e de muitas horas dedicadas às causas comuns», acrescentou o autarca de Lagoa.