Detidos 13 estrangeiros por contrabando e fraude tributária no Algarve

  • Print Icon

As detenções ocorreram no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro.

Os suspeitos foram detidos ontem, terça-feira, 25 de junho. Sobre si recaem indícios da prática de crimes qualificados de contrabando e introdução fraudulenta no consumo em associação criminosa (tributária). Foram também cumpridos 16 mandados de busca a residências e outros locais.

Existem também suspeitas de que os detidos possam fazer parte de uma associação criminosa internacional que se dedicava à receção, armazenamento e escoamento de grandes quantidades de tabaco em folha proveniente da Europa do Leste.

Há suspeitas de o tabaco ser introduzido em Portugal sem controlo aduaneiro e a um preço inferior ao praticado pelas empresas do setor. O tabaco terá sido armazenado e processado numa fábrica na área de Loulé, para depois ser introduzido no mercado paralelo.

Os detidos serão apresentados ao juiz de instrução para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação. O inquérito é dirigido pela 2ª secção de Faro (especializada) do DIAP de Faro, com a coadjuvação da Unidade de Ação Fiscal da Guarda Nacional Republicana.