Cuidados Paliativos do CHUA têm um novo grupo de voluntários

  • Print Icon

Grupo dará apoio no âmbito da consulta externa dos Cuidados Paliativos.

A Equipa de Apoio Psicossocial (EAPS) do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) apresentou ontem, quarta-feira, dia 16 de março, no auditório da Unidade Hospitalar de Faro, o primeiro grupo de voluntários formados por esta equipa para dar apoio nos Cuidados Paliativos.

Os candidatos, pertencentes não só ao grupo de voluntariado já existente na Unidade Hospitalar de Faro (UHF) do CHUA mas também à Liga Portuguesa contra o Cancro – Núcleo Regional do Sul – Grupo de Apoio de Faro, passaram por fases de inscrição, formação e entrevista.

Agora, vão dar apoio no âmbito da consulta externa dos Cuidados Paliativos, em estreita colaboração com a Equipa de Cuidados Paliativos da UHF, recetora do programa «Humaniza».

«A EAPS do CHUA, no âmbito de um dos eixos de atuação do projeto Humaniza, da Fundação la Caixa, pretende ser facilitadora da projeção e organização ativa das atividades de voluntariado, em parceria com as equipas recetoras do programa», explica Giovanni Cerullo, o médico responsável por esta equipa.

O clínico agradeceu ainda «a abertura do Conselho de Administração do CHUA, da Equipa de Cuidados Paliativos da UHF e do Serviço Social da UHF para a concretização deste projeto».

Já a enfermeira diretora do CHUA, Mariana Santos, salientou «a importância do voluntariado para a instituição», agradecendo «a todos os que se envolveram na criação deste grupo de 14 voluntários. Quer os voluntários, quer os profissionais, todos estamos com muita vontade de ter muito mais voluntariado. Creio que estamos no caminho certo para ter mais humanização e afetividade, que os nossos doentes tanto necessitam».

Este é um projeto pioneiro que prevê que os voluntários apoiem os doentes na concretização de tarefas logísticas, tal como a marcação de consultas e exames, detetem as necessidades do doente e família/cuidadores, fomentem a perceção de suporte, humanização e proximidade dos cuidados de saúde, assim como a distribuição de bens alimentares enquanto o doente aguarda a realização da consulta.

Cátia Martins, assistente social da EAPS e responsável deste voluntariado na Unidade Hospitalar de Faro, salientou «a importância dos voluntários nesta área específica dos Cuidados Paliativos, na melhoria da qualidade de vida da pessoa com doença avançada» e manifestou «gratidão aos presentes, que colaboraram e ajudaram a implementar este projeto».

Na sessão de apresentação deste projeto estiveram ainda presentes a médica Dagoberta Lima, da Direção do Serviço de Cuidados Paliativos da UHF, a enfermeira Felizarda Santiago, gestora das consultas externas da Unidade de Faro, Sandra Pinto, responsável do voluntariado da UHF e Pedro Bragança, vogal da direção da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Esteve também presente, em formato online, Iciar Garcia, diretora do programa Humaniza da Fundação la caixa, em Espanha e Portugal.