Crianças de Almancil produziram arte em prol dos direitos dos animais

  • Print Icon

Crianças das escolas de Almancil com protocolo com a ARA têm vindo a colaborar em vários projetos ligados ao bem-estar dos animais do concelho de Loulé.

Alunos dos níveis pré-escolar e ensino básico do Agrupamento de Escolas de Almancil aplicaram a sua vertente artística em prol da causa animal, resultante de um protocolo com a Animal Rescue Algarve (ARA).

A iniciativa, de acordo com o obrigo, procurou «consolidar o trabalho educativo de ambas as partes, com o objetivo de formar futuros adultos sensíveis e conscientes da importância da vida animal».

Com o final do primeiro período deste ano letivo escolar, as crianças usaram a sua veia artística para se focarem em temas como a importância da consciencialização acerca dos maus-tratos animais; esterilizações, colónias de gatos, entre outros.

Por entre os mais variados desenhos e interpretações criativas, muitos trabalhos explicavam como e porquê realizar esterilizações, outros mostravam as repercussões de acorrentar cães, «que também têm sentimentos e dores», havendo ainda projetos sobre a multiplicidade de traduções das palavras cão e gato nas mais variadas línguas.

Crianças das escolas de Almancil com protocolo com a ARA têm vindo a colaborar em vários projetos ligados ao bem-estar dos animais do concelho de Loulé.

Em simultâneo, foi também organizado uma recolha de alimentos e bens essenciais, que resultaram nos mais variados donativos de comida, brinquedos e trelas para os animais residentes e resgatados pela ARA.

Localizado na zona da Cabanita, em Loulé, o abrigo da associação sem fins lucrativos já resgatou e realojou mais de 1000 animais desde a sua fundação em 2018.

A ARA, cujo foco vai além do cuidado animal no abrigo, tem também apostado na educação, através de variadas visitas e protocolos com escolas, algo que considera essencial «para uma mudança sistémica de como os animais são vistos e tratados» em Portugal.