CRESC 2020 apoia Centro de Investigação do Algarve Biomedical Center

  • Print Icon

Programa Operacional do Algarve CRESC 2020 vai apoiar o futuro Centro de Investigação do Algarve Biomedical Center (ABC).

A Comissão Diretiva do Programa Operacional CRESC Algarve 2020 aprovou duas candidaturas apresentadas pela Associação para o Desenvolvimento do Centro de Investigação e Formação Biomédica do Algarve (AD-ABC), um investimento diferenciador e qualificante da região no montante global de 8,8 milhões de euros.

Os dois projetos integram-se no Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico (RNIE), fazendo parte das redes portuguesas de centros académicos clínicos (PtCAC) e de infraestruturas de investigação clínica avançada (PtCRIN), assegurando a transferência de serviços de instituições de caráter nacional da área da saúde, como o Instituto Português do Sangue e Transplantação e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, para o Algarve.

O projeto de maior dimensão, apresentado em parceria com o Centro Hospitalar Universitário do Algarve, EPE (CHUA) e denominado PtCAC CRE-ABC, integra a Rede Nacional de Centros Académicos Clínicos e visa a edificação do Centro de Investigação de Excelência do Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve, o qual ambiciona potenciar a cooperação de um conjunto de valências multidisciplinares com elevado impacto na produção científica.

O objetivo é capacitar a infraestrutura com tecnologia de ponta, que permitam aos investigadores e médicos, desenvolver colaborações e novos conhecimentos clínicos.

Concretizando uma parceria inovadora com o município de Loulé, a candidatura do ABC engloba a criação de seis unidades multidisciplinares:

  1. Banco de Soro – Seroteca;
  2. Banco Público de Células do Cordão Umbilical;
  3. BioBanco;
  4. Centro de Investigação Entomológica;
  5. Unidade de Investigação Avançada em Tomografia Computadorizada;
  6. Laboratório de Genética Clínica.

Em termos globais, o investimento previsto está orçado em 5,4 milhões de euros, comparticipado a 70 por cento pelos fundos europeus.

Pela sua parte, o projeto do Centro de Investigação Clínica Avançada e gestão de ensaios clínicos do Algarve (PtCRIN – CIC Algarve) visa desenvolver, de forma integrada e multidisciplinar, um conjunto de infraestruturas e recursos vocacionados para promover a cooperação nacional e internacional em investigação clínica, bem como aumentar a qualidade da pesquisa e inovação terapêutica para o benefício dos pacientes, cidadãos e sistemas de saúde. Pretende-se uma atuação multidisciplinar com enfoque nas áreas das neurociências, oncologia e cardiovascular.

O PtCRIN – CIC Algarve apresenta como elemento diferenciador e inovador a complementaridade da investigação com a prática clínica, o qual irá proporcionar aos investigadores o acesso, na mesma infraestrutura, ao Centro de Cirurgia Experimental, permitindo testar e desenvolver projetos de investigação de natureza clínica, designadamente na área cirúrgica e dos cuidados intensivos.

O valor global do investimento previsto é da ordem do 3,4 milhões de Euros, comparticipado a 70 por cento pelos fundos europeus, geridos pelo Programa Operacional do Algarve, totalizando cerca de 6,2 milhões de Euros de incentivos, provenientes do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Ambos os projetos estão fortemente alinhados com a Estratégia Regional de Inovação e Investigação para a Especialização do Algarve (RIS 3 Algarve), nomeadamente no domínio de especialização da Saúde e Bem-Estar, tendo sido considerados como um «investimento enquadrado nas linhas de ação, nas atividades prioritárias e que responde às debilidades sectoriais».

O Algarve Biomedical Center (ABC) é uma parceria entre o Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) e a Universidade do Algarve (UAlg) que tem como principal missão criar, transmitir e difundir uma cultura de investigação e desenvolvimento, contribuindo para formar profissionais altamente qualificados e diferenciados.

Consulte aqui estes e outros projetos aprovados, no âmbito do Programa Operacional do Algarve, com o apoio dos fundos da União Europeia.