COVID-19: Portugal volta a atingir novo máximo de internamentos

  • Print Icon

Portugal registou hoje um novo recorde de internamentos desde o início da pandemia de COVID-19, com 1574 pessoas hospitalizadas e 230 em unidades de cuidados intensivos, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nas últimas 24 horas foram internadas 119 pessoas, totalizando 1574, contabilizados mais 19 mortos relacionados com a COVID-19 e 2577 casos confirmados de infeção com o novo Coronavírus.

No início da pandemia Portugal registou um máximo de internamentos em abril com 1302 pessoas internadas, valor superado em 22 de outubro, com a existência de 1365 casos de internamento hospitalar.

Na sexta-feira este valor continuou em crescimento voltando a registar um novo recorde com a informação de que 1418 pessoas se encontravam internadas nos hospitais devido ao novo coronavirus.

No sábado o boletim epidemiológico revelou que 1455 pessoas se encontravam internadas, mais 37 em relação ao dia anterior e hoje o valor total de internamentos subiu para 1574.

Relativamente aos cuidados intensivos o boletim de hoje revela que 230 pessoas estão nestas unidades.

O valor máximo de internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos foi registado em 7 de abril, dia em que 271 pessoas estavam nestas unidades com COVID-19.

O aumento da pressão hospitalar é um dos indicadores que mais preocupa as autoridades.

O agravamento da situação em Portugal levou também o parlamento a aprovar na sexta-feira a obrigatoriedade do uso da máscara em espaços públicos abertos, pelo menos nos próximos três meses.

No país ainda vigora o estado de calamidade, que proíbe reuniões de mais de cinco pessoas em ruas ou restaurantes e restringe o horário de funcionamento.

De acordo com o boletim hoje divulgado, Portugal já contabilizou 118686 casos confirmados e 2316 óbitos desde o início da pandemia de COVID-19.

As autoridades de saúde têm 58749 pessoas em vigilância, mais 1725 do que no sábado.

A DGS revela ainda que estão ativos 47493 casos, mais 1523.

Nas últimas 24 horas 1035 doentes recuperaram, totalizando 68877 desde o início da pandemia.

Das 19 mortes registadas, 10 ocorreram na região Norte, oito em Lisboa e Vale do Tejo e uma no Alentejo. O Algarve tem 2469 casos (+ 42).

A região Norte continua a registar o maior número de novas infeções diárias, mais 1696 casos hoje, totalizando 50299, e 1022 mortos desde o início da pandemia.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados 492 novos casos de infeção, contabilizando a região 52832 casos e 927 mortes.

A pandemia de COVID-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 42,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.