COVID-19: Loulé aperta regras na «Aldeia dos Sonhos» de Natal

  • Print Icon

Natal no concelho de Loulé com regras apertadas mas com «Aldeia dos Sonhos», iluminações e muita animação. Concerto de Passagem de Ano e «bolo-rei gigante» cancelados.

A «Aldeia dos Sonhos», que desde 2014 faz as delícias das crianças, está de volta ao coração da cidade de Loulé.

A recriação da típica aldeia do Pai Natal que faz parte do imaginário infantil, o espaço abrirá este sábado, dia 4, com todas as medidas de segurança sanitária, permitindo que todos possam usufruir de um programa de animação de Natal sem pôr em risco a saúde pública, numa altura em que o número de infeções por COVID-19 está a aumentar.

Esta aldeia estende-se por quatro pontos principais da cidade – A Aldeia do Pai Natal (Cerca do Convento), o Largo dos Duendes (Alcaidaria do Castelo), o Polo Sul (Largo D. Afonso III), para além de uma área com diversa decoração alusiva à quadra natalícia (Largo de S. Francisco).

A pista de gelo sintético, o carrossel, o comboio, a casa do Pai Natal, a aldeia dos Duendes, ou as áreas com gastronomia inspirada no Natal, onde não faltarão os tradicionais doces da época, voltam a animar esta aldeia da fantasia.

A Praça Natal Quarteira (Praça do Mar e Centro Autárquico), em Quarteira, e o Jardim dos Sonhos (Jardim das Comunidades), em Almancil, serão outros dos espaços do concelho onde a magia do Natal irá reinar até ao dia 1 de janeiro, com muitos motivos de interesse não só para os mais novos como para os graúdos.

A «Aldeia dos Sonhos» tem as portas abertas de 4 de dezembro a 1 de janeiro e funciona de terça a sexta-feira e ao domingo, das 14h30 às 19h00, e ao sábado, das 10h30 às 19h00. Encerra à segunda-feira.

A entrada é livre mas é necessário apresentar o Certificado Digital de Vacinação, na modalidade de vacinação completa ou de recuperação da doença, ou um teste antigénio negativo para a COVID-19.

O uso de máscara é obrigatório para maiores de 12 anos e a limpeza e higienização dos espaços será realizada frequentemente.

Os alimentos comprados no interior do recinto deverão ser consumidos fora do mesmo.

«Estamos atentos à situação da pandemia e à forma como irá evoluir nas próximas semanas. No entanto sabemos que a vacinação tem sido fundamental para que o contexto hoje seja muito diferente do que se viveu há um ano. Por isso decidimos realizar este programa, ainda longe da normalidade, mas que permitirá levar aos nossos munícipes e a quem visitar o concelho nestes dias um pouco do espírito desta quadra, ao mesmo tempo que estamos a apoiar os nossos comerciantes. Apelo a todos que sejam prudentes e mantenham todas as medidas de proteção», refere o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo.

De referir que este Plano de Contingência, que mereceu parecer positivo da Delegada Local de Saúde com a devida autorização para a realização destas iniciativas, deverá ser atualizado de acordo com o definido para o país tendo em consideração o evoluir da pandemia.

A iluminação volta também a ser um dos destaques deste programa de animação de Natal como forma de trazer mais brilho às localidades, criar uma ambiência única e promover o comércio tradicional. Para além dos principais centros urbanos, todas as sedes de freguesia estarão decoradas a rigor com apontamentos alusivos à quadra, para receber o espírito natalício.

A Praça da República, em frente aos Paços do Concelho, será um dos principais atrativos para quem quiser apreciar a arte e beleza das iluminações.

Aqui ficará a «banda das renas» conduzida pelo Maestro São Nicolau, uma instalação com cinco peças escultóricas, que todas as noites irá iluminar o coração comercial de Loulé.

Ao contrário do Natal, a autarquia de Loulé optou pela não realização de outros eventos no âmbito das festividades.

Pelo segundo ano consecutivo, o concerto de Passagem de Ano, em Quarteira, com a banda Expensive Soul, será cancelado por forma a reduzir possíveis riscos de contágio já que este é um evento propício a contactos sociais e ajuntamentos.

No entanto, a autarquia de Loulé irá manter o tradicional espetáculo de fogo de artifício, em moldes diferentes do que é habitual uma vez que está previsto o seu lançamento a partir de diversos pontos da praia de Quarteira, de forma a evitar a concentração de pessoas em frente à Praça do Mar.

Também a iniciativa do «Bolo-Rei Gigante», agendada para o Dia de Reis, 6 de janeiro, não se realizará em 2022.