COVID-19: Lagoa mantém-se em risco elevado e reforça medidas

  • Print Icon

Lagoa adia de todos os eventos culturais agendados até ao final de julho e volta a encerrar os polidesportivos e multidesportivos do concelho.

Um dia depois da reavaliação da situação epidemiológica do país, o concelho de Lagoa encontra-se no nível de risco elevado, com um índice de 329 casos por 100 mil habitantes, 89 casos por 100 mil habitantes acima do permitido para puder voltar ao nível moderado.

A expetativa é muita porque, caso estes números não baixem para a referência dos 240 por 100 mil habitantes até ao dia 15 de julho, data de uma nova reavaliação, esta poderá trazer novas penalizações para o concelho.

Neste sentido, o município de Lagoa, antecipando este cenário, tomou como medidas imediatas, de encerramento dos polidesportivos e multidesportivos municipais, uma vez que são locais onde, diariamente, se juntam dezenas de jovens e que nem sempre cumprem com as regras de seguranças em vigor.

Segundo o município, chegam a juntar-se cerca de 30 a 40 jovens em simultâneo no mesmo espaço.

Também as atividades culturais, previstas até ao final do mês de julho, foram adiadas. Para já o município mantém a programação das férias desportivas de verão, mas estará sempre em cima da mesa a possibilidade de a interromper, dependendo a evolução epidemiológica do concelho.

Também os serviços municipais regressarão na sua maioria ao regime de teletrabalho e a funcionar com equipas em espelho até que se verifique uma descida consistente dos números.

O presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, reforça, entretanto, «o apelo para que a população continue a respeitar as regras e recomendações da Direção-Geral de Saúde (DGS), para que não sejam impostas mais restrições limitativas da nossa liberdade, que venham a prejudicar, ainda mais, a economia local e regional».

Apela, igualmente, à população que cumpra com o plano de vacinação programado pela DGS e que, caso tenham algum sintoma associado à SARS-CoV-2 ou algum contato com alguém infetado, contatem com as autoridades de saúde, através do SNS24.

O município de Lagoa irá continuar a acompanhar permanentemente o evoluir das condições de saúde pública e seus efeitos no concelho, disponibilizando-se para ir ajustando as suas medidas às necessidades que forem sendo identificadas.