COVID-19: Certificados são gratuitos e podem ser vistos no portal SNS24

  • Print Icon

Os certificados digitais COVID-19 devem começar a ser emitidos em Portugal a partir de hoje.

São gratuitos, emitidos em formato digital e podem ser consultados no portal do SNS 24, na aplicação móvel do SNS ou enviados por email ao titular.

Segundo a orientação publicada pela Direção-Geral da Saúde (DGS), os certificados podem ser usados em todos os estados-membros, bem como na Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça.

O certificado COVID-19 digital da UE, que comprova a testagem (negativa), a vacinação ou a recuperação da COVID-19, «ficará igualmente aberto a iniciativas equiparáveis que estejam a ser desenvolvidas por países terceiros ou organizações internacionais», refere a DGS.

A autoridade de saúde lembra, contudo, que o certificado «pode não isentar os respetivos titulares, em função do agravamento da situação epidemiológica, do cumprimento de medidas adicionais de saúde pública à chegada do Estado-membro de destino da viagem».

O documento tem um código QR com os dados essenciais necessários e que é utilizado «para verificar de forma segura a autenticidade, integridade e validade do certificado», lembra a autoridade de saúde, acrescentando que o documento terá informações como «o nome, a data de nascimento, a data de emissão e informações pertinentes sobre a vacinação, teste ou recuperação».

«Os dados pessoais estão incluídos no respetivo Certificado, em conformidade com o disposto no Regulamento do Certificado Digital COVID da UE», acrescenta a DGS, garantindo que todos os dados relativos à saúde do titular do certificado se mantêm nas bases de dados do Serviço Nacional de Saúde que emitiu o documento.

A orientação da DGS recorda que há três tipos de certificado digital COVID-19 da UE – de vacinação, de teste e de recuperação.

O certificado de vacinação, que pode ser emitido automaticamente ou pedido pelo titular com a informação que consta do sistema VACINAS, é emitido após a administração de cada dose de vacinas contra a COVID-19 e indica se o esquema vacinal está completo.

Para quem recuperou da doença o esquema é considerado completo após a administração de uma dose de vacina, nas vacinas com um esquema de duas doses, informa a DGS.

O certificado de teste é emitido após notificação no Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE) de resultado negativo em testes PCR e testes moleculares rápidos. Os resultados são válidos durante 72 horas desde a data e hora de colheita.

Já o certificado digital de recuperação, segundo a orientação da DGS, é emitido entre os 11 e 180 dias após realização de teste laboratorial que confirmou o diagnóstico de infeção por SARS-CoV-2, a pessoas com o estado «curado» na plataforma Trace-COVID-19.

Este documento é emitido a pedido do titular com a informação constante do sistema de informação Trace-COVID-19.