Conferência tecnológica DEVDAY 2019 liga Faro a Berlim com programa cultural para todos

  • Print Icon

Iniciativa acontece em direto, entre Faro e Berlim, com oradores e programadores informáticos de mérito internacional. Objetivo é a partilha de conhecimento entre profissionais, estudantes e empresas ligadas à área TI. O evento é já sábado, dia 25 de março, às 9 horas nas instalações da Turbine Kreuzberg PT. A grande novidade é um programa cultural aberto a toda a comunidade de Faro.

barlavento: O que é que se vai passar no sábado?
Raquel Ponte:
A DEVDAY, uma conferência que realizamos desde 2016 e que foi começando como uma pequena conferência com o objetivo de juntar, envolver e consolidar a comunidade local. Pretendíamos também encontrar algumas pessoas novas nestas áreas da programação, com quem pudéssemos trocar experiências. A ideia foi do escritório de Faro e correu tão bem que foi sempre crescendo até que na nossa sede, em Berlim, aperceberam-se da potencialidade do evento e quiseram replicar lá. Surgiu então esta ideia louca, que dá muito trabalho, a de conseguir sincronizar ambas as localidades. A conferência decorre simultaneamente em ambas as localizações e permite que as pessoas que estejam aqui em Faro possam assistir a palestras de lá, assim como as pessoas de lá podem assistir às de cá. Se inicialmente isto começou com uma vontade de criar sinergias com a comunidade local, que foi conseguida, e para nos darmos a conhecer, depois foi além disso. Agora surge também com o objetivo de estreitar as ligações entre Faro e Berlim e potenciar o conhecimento que já existe em Berlim, trazendo-o para Faro e dando-o a conhecer a esta comunidade. A ideia é também, aos poucos, fazer com que não só os programadores, mas as empresas que trabalham nesta área, se sintam com vontade de inovar, porque há ainda muito para fazer, principalmente na vertente da cultura organizacional.

A sede da Turbine Kreuzberg PT fica na Rua Mouzinho de Albuquerque 1A, em Faro.

Além da junção com Berlim e as palestras de ambos os sítios serem transmitidas ao vivo, têm mais novidades?
Este ano temos um pequeno extra. Há a after party, que para além da celebração, implica uma vontade nossa de desmistificar as áreas TICE (Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica). Há todo um preconceito em torno dos programadores informáticos, são aqueles seres muito branquinhos que não apanham sol, que se alimentam de café e que vivem numa bolha de programação, o que é completamente falso. Temos aqui pessoas super interessantes que são músicos, artistas, desportistas e que fazem tantas outras coisas e a ideia é um pouco essa, desconstruir estereótipos e potenciar interconexões entre as tecnologias e a arte, sejam artes visuais, design, vídeo-art ou o sound-design. Quanto a mim, não faz sentido falar das áreas STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) sem a Arte – aliás, o paradigma já está a mudar, começando-se a falar agora em STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática). Isto está a ser cada vez mais falado, a própria Google está muito focada nesta interconexão, porque já se aperceberam há algum tempo que a vida e o trabalho sem arte não fazem sentido, tornam-se alienantes. Esse é um statement que queremos também fazer e, acima de tudo, potenciar novos artistas, que acreditamos terem valor e que queremos dar a conhecer mais.

A conferência vai estar dividida em palestras?
Sim, são várias palestras que abordam temas como a inteligência artificial, a Internet of things e a User Experience e a User Interface. A ideia é ter também convidados internacionais cá, através de Berlim. E como não queremos perder o foco na comunidade local, há sempre o envolvimento das Geeks Sessions Faro, que também têm uma talk, sugerida por eles, denominada «Programação sem Ego», pelo André Jonas, e que é uma espécie de statement em relação ao trabalho em equipa – menos ego, mais comunicação, melhores resultados.

Raquel Ponte (ao centro) é diretora financeira da e responsável pelas relações públicas da Turbine Kreuzberg PT.

E a festa final como vai ser?
É todo um circuito, ou seja, as conferências acabam por volta das 17h00. Às 18h00 vamos ter a Jazz UAlg, músicos não profissionais e que são locais, depois vamos ter a AVE RARA FEST, com curadoria do Caribe Ibérico (Miguel Neto) em parceria com o restaurante A Venda. É uma festa que já está programada, mas à qual nos juntamos por considerarmos um projeto interessante e inovador, culturalmente falando: sessões de gastronomia e música experimental. Todos os participantes da Dev Day têm direito a uma senha e podem lá passar, se assim o quiserem, comer uma tapa da Turbine, gratuitamente, e ter acesso ao espetáculo. Depois há também um convite para se juntarem ao Algarve Design Meeting, que decorre no mesmo dia e vai ter videomapping nas fachadas da cidade velha e também aqui haverá senhas-desconto. No fim, a after party culmina na Associação de Músicos que são nossos parceiros, com uma exibição de arte de jovens artistas que patrocinámos. Nós acreditamos no potencial destes jovens e eles vão expor essas obras numa exposição que designámos «C0d1ng w/ Art(s)». Depois temos djs até ao final da noite.

Quando começaram a organizar este evento?
Começámos no ano passado, assim que terminou o DEVDAY 18. Nós fazemos várias retrospectivas para perceber o que correu bem e mal e o que pretendíamos para este ano. Então surgiu o tema «Coding & Beyond» (Programação e além disso), nós não nos queremos fechar na bolha da programação e daí essas interconexões com a cultura, a arte, a sociedade, a própria automação e inteligência artificial ao serviço das pessoas, e não o oposto. Desde janeiro até agora tem sido um trabalho constante com Berlim.

Quantas pessoas estiverem presentes no ano passado?
Cerca de 200. Foi um evento que cresceu muito. Estávamos lotados e este ano vamos pelo mesmo caminho. É preciso inscrição, apesar da entrada ser livre. Já temos 150 inscrições, mas acho que vamos ter mais pessoas porque ainda falta algum tempo e há muita gente que vem sem se inscrever.

Qual a importância deste evento para a comunidade local, para Faro e para as TI?
É tudo. Basicamente porque ainda há muito a fazer a sul de Lisboa. É certo e sabido que maioritariamente as coisas acontecem de Lisboa para cima e neste momento, em Faro, está a começar a criar-se este ecossistema e está cada vez mais forte, nomeadamente com a assinatura do protocolo para a concretização do polo tecnológico da Universidade do Algarve (UAlg), ou o surgimento da Associação Algarve Evolution (que agrega várias empresas de TI da região), para não falar no enorme sucesso que têm tido as últimas Geek Sessions Faro e eventos das Geek Girls Portugal – Faro. Ainda há aqui muito a fazer e é preciso criar melhores condições para os programadores se queremos efetivamente atrair mais mão de obra especializada para a região.Vamos precisar de cada vez mais pessoas nesta área, o futuro vai, já está a ser automatizado e não conseguimos escapar a isso e se conseguirmos acrescentar-lhe uma componente humanista e artística, é fundamental. É muito importante que sigamos por esse caminho. A participação é grátis, basta fazer a inscrição aqui.

Um smart office no centro de Faro

Ouvido pelo «barlavento», João Henrique, um dos organizadores do «Dev Day» destaca a automatização do escritório da «Turbine Kreuzberg», no centro de Faro.
«Esta conversa em específico vai ser sobre o nosso escritório e sobre como nós queremos torná-lo num smart office, ou seja, otimizar a gestão das luzes, automatizar a gestão das luzes, automatizar a gestão de stocks. Será fazer com que o nosso escritório passe a ser autónomo em termos de quando acaba um item recebermos uma mensagem no telemóvel para encomendar os artigos que estão em falta».

«No caso das luzes, o objetivo será definir horários para apagarem e acenderem. E nós conseguirmos estar em casa e receber uma mensagem a dizer que a luz do escritório está acesa e conseguirmos desligá-la à distância. A conversa será à volta disso. O objetivo é mostrar como a equipa tornou isso possível. Até o ar condicionado. É algo que já acontece, mas ainda em tom de brincadeira. O objetivo da conversa é mostrar como se chegou aqui, quais as tecnologias utilizadas, como foi pensado o modelo, como executaram», acrescenta João Henrique.

«Queremos também mostrar que nós além de programar também brincamos com estas tecnologias e que se fazem coisas engraçadas além de trabalhar para os clientes. Eu estive em outros DEVDAYS e o evento tem sido sempre a melhorar por isso este ano não será diferente, vamos tentar superar as expetativas, este ano tem de ser melhor que os anteriores», conclui.

Oradores de renome internacional em direto

A grande inovação desta conferência prende-se com a possibilidade de se poder assistir em direto, via streaming, ao DEV DAY 2019 Berlin, que decorre em simultâneo na capital alemã, na sede da Turbine Kreuzberg. Assim, os participantes, vão poder escolher as talks a que pretendem assistir, em Faro ou em Berlim.
Os oradores chegam-nos de várias partes do mundo, nomeadamente da fervilhante comunidade IT de Berlim, com temas que vão desde as novas tendências na área da Programação e da Neuro Linguística (NLP), passando pela Internet das Coisas (Internet of Things_IoT), Inteligência Artificial (AI/Machine Learning), User Experience (UX) e User Interface (UI), Time-Series Data, Blockchain e outros tópicos mais focados na organização de equipas, promoção da cultura organizacional nas empresas e optimização de processos de trabalho.

Das Geek Sessions – Faro, um colectivo fundamental na consolidação e troca de conhecimento no seio da comunidade de programadores farenses, estará presente André Jonas, um engenheiro informático que falará de «Programação Sem Ego», focando-se na importância do trabalho em equipa em projetos de TI. Será ainda oferecido um buffet vegetariano, inserido nas práticas da Turbine Kreuzberg, que assentam numa cultura de sustentabilidade e bem-estar dos seus membros.

Programa cultural para todos

18h00 / JAZZ UAlg. Concerto na Turbine Kreuzberg PT
19h00 – 21h30 / AVE RARA FEST 2019
Música Experimental & Gastronomia em «A Venda»
21h30 – 23h00/ Algarve Design Meeting.
:: Video Mapping Festival Igreja da Sé
After Party ARCM BAR:
23h00 / C0d1NG W/ ART(s)
:: Art Exhibition / jovens talentos :: Joana R. Sá + BASAP + Gat.Uno + Leandro Marcos + Museu
ZERO, sponsored by Turbine Kreuzberg PT c/ curadoria de José Jesus
23h00 – 1h00 / ELECTRO VINTAGE GEEKNESS
:: Dj set by Pedro Mesquita + Renato AkaRenato (sci-fi, synth-pop, kraut, vintage-geek) + Daniel
Filipe Almeidal (geek visuals)
1h00 – 2h00. / AUDIOVISUAL SUBVERSION
:: Digital Hardcore Manifest by 2bored aka Jamuma Mavas aka Sonecas Punk-Kecas (anticorporate music, nintendocore, punk, dreampop)
2h00 – 4h00 / TECHNO / DnB
:: Dj set by DILUTE aka Rainer Aebersold-Rodrigues