Cidade argentina de Comodoro Rivadavia dá nome a praceta de Loulé

  • Print Icon

Foi descerrada na manhã de ontem, quinta-feira, dia 4 de agosto, em Loulé, a placa toponímica da Praceta Comodoro Rivadavia, cidade argentina que foi o principal destino de emigrantes louletanos na América do Sul.

Os laços entre as duas localidades «têm perdurado ao longo dos anos», e a Câmara Municipal de Loulé tomou esta iniciativa «para que essa relação seja ainda mais forte e que as gerações futuras mantenham o vínculo à terra natal dos seus antepassados».

Assim, em pleno centro urbano, junto ao Parque Municipal e Centro Social Autárquico de Loulé, esta artéria recebe agora o topónimo «de um lugar distante geograficamente mas perto pelos vínculos afetivos entre os dois povos».

Vítor Aleixo, presidente do município louletano, reiterou que «estes são laços fortes porque unem sentimentos entre pessoas, entre gerações, e devem ser cultivados. As diferenças de países nunca são importantes quando os homens querem dialogar uns com os outros e fazer amizades. O mais importante é entendermo-nos e fazer um mundo melhor».

Numa semana em que uma comitiva da cidade argentina visitou o Algarve, em nome da Associação Portuguesa de Comodoro Rivadavia, da comunidade portuguesa e de toda a população desta cidade, José Carlos Madeira agradeceu esta iniciativa do município de Loulé.

«Para nós é uma imensa honra. Penso naqueles portugueses que foram para lá há 40, 50, 60, 70 anos, num momento de grande dificuldade. Na altura a Argentina era o país dos esquecidos pois era difícil voltar a Portugal. Mas eles estavam sempre a pensar no Algarve, a sua terra natal. Com este ato cá em Portugal vocês também estão a pensar em nós. Por isso é muito importante esta ligação», referiu.

Também o autarca/intendente desta cidade da Patagónia, Juan Pablo Luke, enviou uma mensagem para os presentes nesta cerimónia, manifestando a sua gratidão: «Para a nossa cidade e para a nossa região é um gesto muito lindo, como lindos são os laços que temos com Portugal e com outros países da Europa».

Comodoro Rivadavia é a cidade mais populosa da província argentina de Chubut. Os laços de amizade existentes entre o concelho de Loulé, a Argentina e a comunidade portuguesa residente no seu território são fortes e remontam ao século XIX.

A ligação histórica entre os dois países assenta em bases importantes. Desde logo, Portugal foi o primeiro país a reconhecer a independência das províncias unidas do Rio de La Plata, em 1821. Mas também a Argentina foi o primeiro país a reconhecer a República Portuguesa.

Atualmente, estima-se que vivam na Argentina perto de 150 mil portugueses. Através da língua, do folclore ou da gastronomia, os laços com Portugal mantêm-se vivos, inclusive entre as novas gerações.