Centros de Vacinação algarvios capazes de inocular 5.000 utentes/dia

  • Print Icon

As estruturas municipais de proteção civil do Algarve sustentam uma rede de Centros de Vacinação com capacidade para inocular mais de 5.000 utentes por dia.

Os municípios de Albufeira, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, Tavira, Silves e Vila Real Santo António reforçaram a capacidade de vacinar na região, uma vez que através dos seus Serviços Municipais de Proteção Civil, instalaram e sustentam logisticamente a operação de vacinação em massa em 10 centros comunitários, externos às unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS), a pedido da Administração Regional de Saúde do Algarve, com o apoio dos Agentes de Proteção Civil, em especial dos Corpos de Bombeiros da região.

Silves.

Nos restantes seis municípios, Aljezur, Alcoutim, Castro Marim, Monchique, São Brás de Alportel e Vila do Bispo, em que a vacinação ocorre nos respetivos Centros de Saúde, as autarquias que materializam o patamar municipal da proteção civil estão a apoiar o funcionamento, afetando meios e recursos, de acordo com as necessidades especificas em cada localidade.

Os Serviços Municipais de Proteção Civil, um pouco por toda a região, reativaram os núcleos de apoio à saúde pública e as unidades de marcação e controlo da vacinação, afetando recursos humanos das próprias unidades orgânicas das Câmaras Municipais para executar esta importante missão.

Estas equipas que reforçam os call centers que se dedicam a chamar quem ainda não foi vacinado, constituem um reforço significativo na mobilização e transporte da população para vacinar, em particular os utentes mais idosos e/ou com mobilidade reduzida.

Albufeira.

A reativação dos Planos de Emergência de Proteção Civil, por via da declaração de situação de Calamidade para todo o território nacional, permitiu recuperar os mecanismos e capacidades do sistema de emergência e proteção civil para fazer face à evolução epidemiológica da pandemia COVID-19, voltando os municípios e as Freguesias a ter um papel preponderante no processo de vacinação
.
A reinstalação do Posto de Comando Regional, nas instalações do Comando Regional de Emergência e Proteção Civil do Algarve e dos 16 Postos de Comando Municipais (um por município), além de garantir uma plena coordenação institucional entre todas entidades e instituições com responsabilidades na matéria, permite agora voltar a congregar todos pedidos dos organismos do SNS, proporcionando uma resposta oportuna por parte dos Serviços e Agentes de Proteção Civil da região, em função das necessidades identificadas, mobilizando as capacidades que se mostrem mais adequados para cada situação.