Avança a requalificação da envolvente à Casa do Sal de Castro Marim

  • Print Icon

A consignação da requalificação do Espaço Multifuncional Envolvente à Casa do Sal, em Castro Marim, foi assinada na sexta-feira, 11 de dezembro.

Esta intervenção urbanística, uma das mais aguardadas na vila de Castro Marim, passa pela requalificação e valorização deste espaço público, onde se realizam os mercados mensais e zona de acesso à Casa do Sal e ao centro da vila.

Com uma preocupação estética e de harmonização para esta nova zona de centralidade de Castro Marim, o projeto tem também o objetivo de valorizar os modos suaves de mobilidade, contemplando várias zonas pedonais e uma área de jardins que priorizou a preocupação ambiental atual, tendo sido realizada uma redução de 3200 metros quadrados para cerca de metade de espaço ajardinado.

Predominarão os materiais e as técnicas tradicionais da região, como o reboco tradicional, o ladrilho regional ou as cantarias em pedra calcária.

«Lamentamos que o município tenha estado em risco de perder esta candidatura pré-aprovada em 2017, à conta das dificuldades geradas pela maioria da oposição. Mesmo assim, a obra que agora se apresenta teve que suprir uma componente importante do projeto inicial, por ser hoje mais cara, circunstâncias do mercado. É um investimento determinante que se inclui no processo de regeneração da vila de Castro Marim, que levou também à criação de uma ARU (Área de Reabilitação Urbana), com benefícios fiscais para os particulares», salientou a vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, e vereadora com o pelouro do Desenvolvimento Económico, Filomena Sintra.

A obra é financiada no âmbito do Programa CRESC ALGARVE 2020 (Prioridade de Investimento 6.5), um projeto incluído no Plano de Ação – PARU, apoiada por Portugal e União Europeia, cofinanciada a 65 por cento pelo FEDER. Representa um investimento total de cerca de 900 mil euros e deverá avançar «dentro de poucos dias».