Castro Marim sugere flor de sal, figo e doces locais para oferecer no Natal

  • Print Icon

«Ofereça Castro Marim» é o nome da campanha promovida pelo município de Castro Marim, com o objetivo de incentivar o consumo de produtos locais e o recurso aos mercados de proximidade na quadra natalícia.

«Ofereça Castro Marim» é o nome da campanha promovida pelo município de Castro Marim, com o objetivo de incentivar o consumo de produtos locais e o recurso aos mercados de proximidade.

Ao alcance de um click, «encontra os melhores sabores, os saberes impressos no artesanato local, os aromas, as texturas, as cores e até as sonoridades que se cruzam e se interligam nesta que é conhecida pela Terra com História, mas também por ter o melhor sal do mundo», informa a autarquia.

«É uma estratégia de sustentabilidade económica que não começou hoje, mas que ganhou espaço e robustez neste contexto da pandemia, uma vez que os cuidados e as regras para evitar os contágios nos obrigaram a rever hábitos e comportamentos de consumo», realçou a vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Filomena Sintra, referindo-se à plataforma de vendas online.

Mas, para quem estiver perto, e quiser conhecer ao vivo e a cores a vila raiana, o Mercado Local de Castro Marim tem as portas abertas todos os dias, das 9h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30.

Albergando ainda o Posto de Turismo, é «o ponto de partida ideal para conhecer o território e também o sítio perfeito para conseguir as tradicionais lembranças de viagem. À venda encontra o sal e a flor de sal de vários produtores castromarinenses, artesanato (cestaria, bilros, etc), mel e doces, temperos, conseguidos através da mistura de ervas do território do Baixo Guadiana, conservas de fabrico artesanal, espirituosas aguardentes algarvias, como as de figo e de medronho, doçaria, queijos, enchidos, sabonetes, entre muitos outros artigos que expressam a identidade e o orgulho castromarinense».

O Mercado local oferece-lhe agora o serviço do «Amigo Secreto», através do qual pode enviar, anonimamente, um dos produtos à venda, ou até uma giftbox.

«Com as dificuldades inerentes aos pequenos negócios, em termos de visibilidade e promoção, a agregação de vários produtores e artesãos num só espaço, físico e virtual, apresenta também novas oportunidades, quer na salvaguarda de técnicas artesanais ancestrais, quer no escoamento da produção, internacionalizando e aumentando exponencialmente o público das suas vendas», conclui o município de Castro Marim.