Caminhadas da Zen Trekk mostram o Algarve «ao natural»

  • Print Icon

Zen Trekk mostra o mais puro Algarve em caminhadas com vista para o mar e para a serra, em comunhão com a natureza.

A região algarvia tem uma riqueza natural única, com cenários deslumbrantes de mar mas, também, de serra, que vão muito além dos postais habituais nos guias turísticos. É por isso que, «ao caminhar e apreciar tanta beleza, ficava a vontade de partilhar com outras pessoas que tivessem o mesmo gosto em descobrir novos recantos, mas, principalmente, de se conectarem com eles próprios e com o meio natural», diz Carlos Glória, um lacobrigense de 44 anos que fundou a Zen Trekk, empresa que se dedica à promoção de caminhadas pelo Algarve aliadas a programas inspiradores baseados numa atitude zen, de apreciação e contemplação da natureza.

A ideia de Carlos surgiu em 2015, «sendo fortalecida durante um Caminho de Santiago, que a cimentou com a certeza de que seria o meu modo de vida», explica o responsável, que confessa que o grande número de vezes que realizou esse percurso até à Galiza, na vizinha Espanha, contribuiu bastante para limar a sua experiência nestas atividades.

 

Os planos maturaram durante uns meses e, em março de 2016, a Zen Trekk realizou a sua primeira caminhada, sendo hoje uma empresa estabelecida na área e licenciada pelo Turismo de Portugal.

Para Carlos Glória, a ideia de caminhar não consiste apenas em andar por aí a colecionar quilómetros nas pernas: «mais importante que isso, é caminharmos em paz e amor, conscientes da beleza que nos envolve e capazes de a apreciar e absorver dela a energia para alimentar a nossa essência, autodescoberta e inspiração, para seguirmos o nosso caminho mais felizes».

Mas tudo isto carece de muita preparação. Como nos detalha o guia e impulsionador da Zen Trekk, «há todo um processo de criação dos percursos. Os que gosto mais são os que incluem água, seja mar, lagos, cascatas ou ribeiras, e bosques, por trilhos estreitos e rodeados pela natureza».

Depois de selecionados os locais, Carlos Glória atenta a vários detalhes, dando uso ao que chama uma «sensibilidade decorrente da minha paixão pelas artes como o desenho, a pintura e a fotografia».

A partir daqui, «é colocar a mochila às costas, despertar os sentidos e abrir a mente, seguindo de coração cheio o meu caminho com quem desejar acompanhar-me. Tenho muita satisfação em partilhar a magia do nosso planeta com todos os que a queiram contemplar», afirma o especialista em caminhada pela natureza.

E na criação dos programas há ainda outras questões que merecem a atenção de Carlos: «tem de existir variedade nas paisagens, uma alternância entre o litoral e o interior, entre o mar e as montanhas e ribeiras. Apesar de Portugal ser um país pequeno, essa variedade existe em muita abundância, mesmo no Algarve. Basta percorrer alguns quilómetros pela nossa região para o perceber».

Sempre que possível, o responsável da Zen Trekk cria parcerias para aliar as caminhadas a outras atividades como o kayak, passeios a cavalo, voos de parapente e passeios de bicicleta.

«É uma forma de mostrarmos várias perspetivas sobre a mesma zona», aponta Carlos Glória, que acrescenta ainda que a empresa funciona «ao longo de todas as estações do ano, com algumas adaptações. No verão, por exemplo, incluo nos percursos passagens por praias, para dar um mergulho, ou por ribeiras onde é possível caminhar dentro de água e combater o calor».

E a atividade da Zen Trekk não se limita a mostrar o Algarve, sendo possível, ocasionalmente e sempre em consonância com a altura do ano, encontrar programas ao longo de todo o continente português, no Caminho de Santiago e até nos Açores.


A principal clientela da empresa, atualmente, é composta por portugueses e também estrangeiros residentes no Algarve, «mas temos as portas abertas a todos», garante o experiente caminhante, que promete «convívios saudáveis de grupo, mas sempre respeitando o espaço de cada um».

Quanto às limitações físicas que possam existir em cada um, não são problema para a prática desta atividade. Carlos Glória garante que «em cada ficha de inscrição é mencionado o nível de dificuldade do percurso, tendo em conta fatores como a distância, desníveis, piso e obstáculos. Cada um pode escolher os percursos que mais se adequam à sua forma física».

Essa ficha de inscrição é publicada na página/grupo da Zen Trekk no Facebook, onde constam todas as restantes informações necessárias para os interessados como a data, hora, duração prevista da atividade e o ponto de encontro.

Depois, no dia de caminhar, «cada pessoa desloca-se para o local e, após ter o grupo de inscritos todo reunido, é feita uma apresentação da atividade e são dadas algumas recomendações de segurança. De seguida tem início a atividade. Os valores variam em função do programa», explica Carlos Glória, que promete apresentar, a todos os que se aventurem consigo na descoberta dos trilhos, o melhor de um Algarve com muito mar, mas também com muita beleza interior, em «Caminhadas na Natureza ao Encontro da Nossa Essência», mote pelo qual orienta a Zen Trekk.