Algarve volta a ter um curso para formar Guias Intérpretes Regionais

  • Print Icon

Curso é promovido pela Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve.

Depois de vários anos sem qualquer formação de Guias Intérpretes Regionais, o Algarve vai ter novamente, a partir do dia 1 de junho, um curso destinado à preparação e formação destes profissionais, promovido pela Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (EHTA), em parceria com a AGIGARVE – Associação de Guias-Intérpretes do Algarve.
O novo curso terá um total de 600 horas de formação, divididas em regime online e presencial.
Para Paula, Vicente, diretora da EHTA, «a retoma da realização do curso de Guias Intérpretes Regionais representa um marco na nossa oferta de Formação Contínua de Ativos no Algarve, tendo como propósito a revitalização desta atividade profissional do setor do Turismo, tão importante para a distinção da nossa região enquanto destino turístico rico em património natural, cultural e histórico».
Com o envelhecimento dos atuais profissionais que se encontram no mercado e a falta de preparação dos mais jovens, que não são obrigados a qualquer formação nem certificação, este curso é encarado como «vital» pela Associação de Guias Intérpretes do Algarve.
«Precisamos de sangue novo, com conhecimentos e formação de qualidade», afirma Cristina Marreiros, presidente da AGIGARVE, que acrescenta: «a profissão foi totalmente liberalizada, não se acautelou nem a formação nem a certificação. Hoje até temos condutores de Uber a fazer de Guias. Não tem lógica nenhuma. O Guia, além de ser mediador cultural, é também um gestor de tempo, gestor de conflitos e agente de segurança passiva e ativa. Principalmente agora, com a pandemia».
O curso procura desenvolver um vasto leque de competências necessárias ao desempenho da profissão, através de módulos como Atendimento Turístico, Comunicação Digital, Itinerários e Circuitos Turísticos, História e Cultura Portuguesa, História da Arte em Portugal, Geografia do Turismo, Património Natural e Cultural, Inglês e Francês Técnico e muitas outras disciplinas.
Possuir o 12º ano de escolaridade e ter o domínio básico de 2 idiomas estrangeiros são os requisitos essenciais de acesso a esta formação, que decorrerá em período pós-laboral, das 18h30 às 22h30, de segunda a sexta-feira.
As inscrições encontram-se abertas a partir do link da Academia Digital do Turismo de Portugal, onde se encontram também todas as informações sobre o curso, aqui.