Alcoutim vai criar uma Casa de Campo para albergar caminhantes

  • Print Icon

Estrutura ficará localizada no território da União de Freguesias de Alcoutim e Pereiro.

A Câmara Municipal de Alcoutim viu aprovada, no passado dia 6 de janeiro, uma candidatura ao Plano de Ação de Desenvolvimento de Recursos Endógenos (PADRE) designada por «READY – Recursos Endógenos e Desenvolvimento do Turismo Ativo», com o objetivo de criar um espaço para albergar caminhantes da Via Algarviana, bem como praticantes de pedestrianismo, de cicloturismo e BTT.

A candidatura prevê a recuperação do Moinho de Vento da Pateira para Casa de Campo (Albergue), o qual disporá de dois quartos, de duas salas, copa, instalações sanitárias e vestíbulo, e que se desenvolverá num prédio urbano, localizado no sitio da Pateira, junto à Povoação de Afonso Vicente, num terreno com uma área aproximada de 520 metros quadrados, com uma área bruta de construção de 118,90 metros quadrados, localizado na união de freguesias de Alcoutim e Pereiro, concelho de Alcoutim, em plena serra Algarvia, território de baixa densidade.

Em suma, segundo o município alcoutenejo, «prevê-se a criação de uma infraestrutura adequada a receber o turismo de natureza e turismo ativo, através da valorização do património natural, contribuindo para atrair e acolher visitantes que contribuem para a consolidação das infraestruturas âncoras existentes no Algarve, destinadas à prática da atividade de cicloturismo e pedestrianismo, procurando assim conseguir criar condições de sustentação económica nos territórios de baixa densidade».

A operação, que se prevê estar concluída até 31 de dezembro de 2022, tem um investimento elegível de 260.026,95 euros, ao qual foi atribuída uma comparticipação comunitária (FEDER) de 182.018,86 euros.