Albufeira preenche serões de sábado em junho com artistas da terra

  • Print Icon

Concertos são transmitidos online.

O ciclo «Proximidades», levado a cabo pela Câmara Municipal de Albufeira e transmitido no canal de YouTube do município com artistas do concelho, prossegue no mês de junho, mantendo a aposta na arte e cultura locais.

Os espetáculos decorrem em direto a partir do Auditório Municipal e as noites de sábado, em junho, estão já preenchidas.

Depois dos Albuhera & Raquel Peters, Gonçalo Pescada e Carla Pontes, Banda Alhada e João Galante (este último atua no sábado, 30 de maio), o próximo mês leva ao palco Os Naira (6 de junho), Filipa Sousa (13 de junho), José Praia & Aqua Viva (20 de junho) e, para encerrar o mês, Rui Mourinho (27 junho). Sempre a partir das 21h30.

Os Naira são um novo projeto musical nascido em Albufeira, criado por três jovens, que agora são quatro, e que dizem ter «um estilo musical genuíno que se mantém fiel à sua língua materna». Vão interpretar temas como «Miúda de Albufeira», «São Simão», «Meu amor és tu» e outros.

Já Filipa Sousa está no mundo da música há 20 anos e foi vencedora do Festival RTP da Canção, tendo representado Portugal no Festival da Eurovisão em 2012. Neste «Proximidades» poderão ser ouvidos alguns dos temas que fazem parte do seu álbum «Acreditar», bem como outros temas do panorama musical português.

Será acompanhada por Tiago Sequeira (piano), Ricardo Martins (guitarra portuguesa) e Ivo Martins (bateria/percussões). Para este concerto, Filipa Sousa terá uma convidada especial, Bruna Saraiva, também natural de Albufeira, que irá participar em alguns dos temas «cantando» em Língua Gestual Portuguesa.

O grupo José Praia & Aqua Viva foi fundado em 1986, em Albufeira, por José Praia e os seus filhos Alberto, Gonçalo e Miguel Praia. «Conquistou, com a sua música alegre e cativante, toda a região do Algarve e além-fronteiras e são hoje uma referência da Música Tradicional Portuguesa».

Por seu turno, Rui Mourinho vai interpretar à guitarra temas de S. Goss, nomeadamente de «Watts Chapel» e «Cinema Paradiso», continuando com diversos temas de António José («Sonata para guitarra») e de Joaquín Rodrigo («Invocacion et Danse»), terminando com um regresso a Stephen Goss, para lembrar as «Cantigas de Santiago».

José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, considera que «a Cultura é de todos, existe para todos e equilibra a sociedade. Mas quem a produz precisa de ter um mínimo de apoios, têm as suas vidas para gerir e fazem-nos muita falta. Deste modo, disse imediatamente que sim a este projeto que pretende continuar a garantir a contratação possível aos técnicos, produtores, artistas e a todos os elementos implicados na realização de ações culturais».