Albufeira apostou na proteção animal com a «Festa de Criar Bicho»

  • Print Icon

Primeira «Festa de Criar Bicho», uma iniciativa do município de Albufeira, decorreu durante dois dias no Parque de Vale Faro, naquela cidade.

O evento contou com uma excelente participação de crianças e adultos. Na sexta-feira, 4 de outubro, passaram pelo certame perto de 450 crianças, maioritariamente das escolas do 1º ciclo, para um dia muito especial, onde os «amiguinhos» de quatro patas (cães e gatos) foram o centro de todas as atenções.

No segundo dia, que coincidiu com o feriado de 5 de outubro, o Parque foi invadido por famílias, que aproveitaram o dia de sol para participar em várias atividades, com destaque para a «Patinhada Feliz» e o colóquio «Os Direitos dos Animais de Companhia», que contou com a presença da Provedora Municipal dos Animais de Lisboa.

O Colóquio sobre os Direitos dos Animais de Companhia foi o momento alto deste segundo dia da Festa de Criar Bicho, uma iniciativa que contou com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, da vereadora responsável pelo pelouro da Proteção Animal, Cláudia Guedelha, da Provedora Municipal dos Animais de Lisboa, Marisa dos Reis, do responsável pelo SEPNA – Algarve, Sargento-Ajudante Bondoso, pelo Comandante dos Bombeiros Municipais de Albufeira, Abel Zua, pela veterinária municipal Cristina Simões e por duas representantes de associações locais de defesa dos animais, respetivamente Carmo French da PRAVI e Ana Castro da PATA ATIVA.

Cláudia Guedelha, satisfeita com a concretização do evento, que acontece pela primeira vez em Albufeira, aproveitou o momento para agradecer «aos funcionários da autarquia e a todas as entidades que contribuíram para que a iniciativa fosse um sucesso», bem como para realçar que «a data do evento foi escolhida para sinalizar o Dia Mundial do Animal, mas sobretudo para mostrar publicamente que o município está comprometido com esta causa – a promoção e defesa do bem-estar animal – que tanto precisa da ajuda de todos».

A responsável pela proteção animal do Município destacou que desde que assumiu o pelouro tem contado com a ajuda «de várias entidades», no sentido de encontrar «um caminho seguro para criar melhores condições para os animais e dar uma resposta célere a todas as necessidades que se apresentam no dia-a-dia».

Entre as várias medidas referiu a criação de um Fluxograma, juntamente com o SEPNA, os Bombeiros Voluntários de Albufeira (BVA) e o apoio das associações de defesa dos animais do concelho, que tem por objetivo conseguir dar resposta 24 horas por dia a todas as situações de animais acidentados.

Para facilitar o processo vai ser adquirida uma viatura de socorro animal e está a ser implementada uma linha de resposta rápida para estas situações específicas.

Festa de Criar Bicho

Entretanto, segundo Cláudia Guedelha, «estamos a trabalhar afincadamente para a criação do Regulamento Municipal de Proteção Animal».

Outra das medidas destacadas passa pelas ações de sensibilização que estão a ser levadas a cabo pelo Centro de Bem-Estar Animal sobre temas como a esterilização, adoção, cuidados médicos e os direitos dos animais, entre outros que têm contado com o envolvimento dos jovens e dos professores das escolas do concelho e dos agrupamentos de Escuteiros.

Cláudia Guedelha sublinhou, aliás, a grande preocupação da autarquia no que respeita às questões de formação, quer dos próprios serviços, onde se incluem a Polícia Municipal e a Proteção Civil, quer das empresas que nos ajudam na recolha de animais que se perdem durante a noite, tendo dado como exemplo uma formação sobre Primeiros Socorros Animal realizada com a colaboração dos BVA, «iniciativa a que pretendemos dar continuidade».

A vereadora falou também sobre a preocupação «em melhorar as instalações do Centro de Bem-Estar Animal, estando prevista, para breve, a criação de um circuito para exercício animal no terreno adjacente às instalações do Centro».

Já José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, destacou «o sucesso da iniciativa», nomeadamente «pela forte adesão verificada, quer no primeiro dia com a presença de várias centenas de crianças das escolas quer no feriado em que muitos adultos fizeram questão de marcar presença», num evento que, para o autarca, foi «um marco», deixando por isso a promessa de que «a Festa de Criar Bicho irá repetir-se no próximo ano».

José Carlos Rolo aproveitou para chamar a atenção dos presentes sobre a necessidade de «se falar sobre os direitos dos animais sem esquecer que é fundamental refletir sobre os deveres dos donos dos animais e da sociedade em geral».

O autarca agradeceu a vinda da Provedora Municipal dos Animais de Lisboa a Albufeira, «por aceitar partilhar connosco um exemplo de boas práticas. Apesar de Lisboa ser uma grande metrópole, e de cada município ter as suas especificidades, há aspetos e problemáticas muito semelhantes, pelo que é uma mais-valia para a comunidade albufeirense e para o município em particular podermos aprender com a sua experiência», num agradecimento que tornou extensivo às restantes entidades presentes, tendo referido a importância «de podermos contar com a diversidade de saberes e experiências dos nossos convidados».

A Provedora Municipal do Animal de Lisboa falou essencialmente sobre as dificuldades que se prendem com a legislação em vigor e a missão inerente ao cargo, com destaque para a competência para promover e zelar pelo bem-estar e direitos dos animais, a promoção de ações de formação e sensibilização, emissão de recomendações e pareceres, nomeadamente na área da criação de famílias de acolhimento temporário e a coordenação do programa «Patrulha Gato».

O responsável pelo SEPNA e o comandante dos BVA apresentaram a realidade do concelho em termos de emergência animal e do trabalho realizado em articulação com o município e as associações de Defesa dos Animais de Albufeira, que aproveitaram, também, a oportunidade para divulgar a sua intervenção na defesa da causa animal, tendo apelado à ajuda de todos num trabalho que depende essencialmente do voluntariado.

O certame encerrou com um sorteio com todos os participantes a levarem para casa vales de vacinação completa, banho e tosquia.