Academia do Saber de Quarteira prevê receber mais de 400 alunos

  • Print Icon

Inscrições para o ano letivo 2019/2020 da Academia do Saber (AS) de Quarteira decorrem de 2 a 13 de setembro. O início das aulas está marcado para dia 14 de outubro.

As matrículas podem ser feitas na Junta de Freguesia (JF) de Quarteira, nos dias úteis das 9h00 às 16h30 ou, em estreia neste novo ano letivo, online, preenchendo o formulário no site da Junta de Freguesia e enviando para o e-mail academia@jf-quarteira.pt. No entanto, é dada prioridade às inscrições realizadas presencialmente.

A AS é um projeto de intervenção comunitária da Junta de Freguesia de Quarteira (JF), com o apoio da Câmara Municipal de Loulé, que visa proporcionar aos cidadãos da freguesia oportunidades para novas aprendizagens, partilha de conhecimentos, experiências, motivações e afetos.

A oferta formativa é constituída por 39 aulas, workshops, palestras, visitas culturais, entre outros, que continuam a garantir o sucesso incontestável desta iniciativa.

As novidades este ano são os módulos de Poesia para Todos, Inglês Conversação Nível I e II, Cultura e Identidade Portuguesas, Línguas e Cultura, Projetos Criativos, Trabalhos com Retalhos, Pintura a Óleo, Francês, Património da Alimentação e Arranjos de Costura.

Telmo Pinto, presidente da JF de Quarteira, refere que este é «um projeto criado para as pessoas, que conta com o voluntariado dos seus professores, tendo a integração e o combate ao sedentarismo como principais objetivos».

Embora dê prioridade a pessoas com idades a partir dos 50 anos, o espaço está aberto a todos os cidadãos. As inscrições são sujeitas as vagas existentes e gratuitas, sendo apenas exigido o pagamento de um seguro anual por aluno, no valor de dez euros.

«Para uns é um sonho tornado realidade, para outros é a continuação de um estilo de vida ativo e saudável». Inaugurada em janeiro de 2016, a AS registava um total de 90 inscrições no programa de atividades, divididas em 10 módulos. Hoje, quatro anos depois, conta com 32 monitores e prevê receber mais de 400 alunos.

Iniciativas como esta são, para a Junta de Freguesia quarteirense, «contributos inestimáveis para um estilo de vida ativo e saudável da população. Esta é uma preocupação permanente, pois consideramos ser uma questão prioritária em todas as sociedades».